Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Bovespa tem forte alta e retoma os 57 mil pontos

Dados nos Estados Unidos animal os mercados, mas volatilidade deve permanecer com incertezas sobre economia mundial

Por Da Redação
3 ago 2012, 11h22

O principal índice da Bovespa abriu em alta acelerada nesta sexta-feira. Com cerca de 10 minutos de pregão, o Ibovespa já exibia ganhos superiores a 2%, acima dos 56 mil pontos. Com uma hora de sessão, os negócios locais tiveram fôlego para avançar ainda mais, testando os 57 mil pontos, com avanço de mais de 3%.

O principal fator que contribui para a melhora significativa até agora foram os dados de emprego que saíram nos Estados Unidos. Após três meses de desempenho frustrante, os Estados Unidos (EUA) criaram em julho cerca de 163 mil postos de trabalho. O dado veio muito acima das expectativas de analistas, que previam um aumento de 95 mil vagas no período. Segundo o Departamento de Trabalho, a taxa de emprego passou de 8,2% em junho para 8,3% em julho.

A dúvida, agora, é se o mercado acionário doméstico terá forças para não só sustentar esse patamar, mas também ultrapassá-lo. O índice tem consigo recuperar as perdas do ano e até quinta-feira só caía 3% em 2012. Mesmo assim, com os mercados reagindo a qualquer notícia, devido à instabilidade da zona do euro e a desaceleração econômica global, a volatilidade deve permanecer alta.

Acompanhe o mercado financeiro em VEJA Cotações

Os principais ganhos vêm das construtoras, a exemplo das ações da Gafisa que subiam 9,88% por volta de 13h18 e da Brookfield que tinha alta de 8,01% no mesmo horário. Na ponta negativa, o único papel em baixa é o da Light, que cai 1,38%. Neste momento, o Ibovespa subia 3,37%, a 57.389 pontos.

Na opinião de um operador da mesa de renda variável, “os mesmos motivos que fizeram a Bolsa cair ontem, hoje fazem subir”. O profissional, que falou sob a condição de não ser identificado, refere-se à reavaliação dos mercados financeiros à reação do desfecho das reuniões do Federal Reserve e do Banco Central Europeu (BCE), mais cedo nesta semana.

(Com Agência Estado)

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.