Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Bovespa sobe 3,79% e passa a acumular ganho na semana

Bolsa brasileira registrou o terceiro dia consecutivo de alta, apagando as perdas de segunda-feira

A trégua no mercado externo nesta quinta-feira favoreceu mais um dia de recomposição na Bolsa de Valores de São Paulo, que engatou seu terceiro pregão seguido de alta. Neste período, o índice Bovespa avançou pouco mais de 9%, apagando com alguma sobra a perda de 8,08% registrada na segunda-feira. As altas foram disseminadas pelos papéis, com destaque para as siderúrgicas.

O Ibovespa terminou o pregão com ganho de 3,79%, aos 53.343,11 pontos. Na mínima, registrou 51.398 pontos (+0,01%) e, na máxima, 53.724 pontos (+4,53%). Com o resultado, o índice acumula ganho de 9,60% nestes três dias de alta e, na semana, avanço de 0,74%. No mês, entretanto, a Bolsa ainda mostra desvalorização de 9,32% e, no ano, de 23,03%. O giro financeiro totalizou 8,450 bilhões de reais.

A alta no exterior que “segurou” o mercado no Brasil foi puxada pelos dados dos pedidos de auxílio-desemprego nos Estados Unidos, pelo balanço da Cisco e pelos rumores de que seriam proibidas as vendas a descoberto de ações na Europa.

Aqui, a recomposição das carteiras por investidores institucionais também ajudou a sustentar os ganhos. Essa alocação, segundo uma fonte do mercado de renda variável, favorece principalmente as ações voltadas ao mercado doméstico, como as de construtoras, varejistas e bancos. As construtoras, por sinal, tiveram ótimo desempenho nesta quinta-feira na Bolsa, enquanto as siderúrgicas lideraram as altas do índice, ante um claro movimento de recuperação das perdas acumuladas em 2011. Usiminas ON, com alta de 14%, liderou os ganhos do Ibovespa, seguida por Usiminas PNA, com apreciação de 13,15%. Também se destacaram Gerdau PN (10,35%) e Metalúrgica Gerdau PN (9,95%). CSN ON, por fom, avançou 8,44%.

No exterior, a notícia que mais agradou os investidores, embora não tenha sido confirmada, foi a de que seriam proibidas as vendas de ações a descoberto – vendas realizadas sem que o investidor possua, de fato, o ativo – na Europa. A Itália deve se decidir nesta sexta-feira sobre o assunto e o Reino Unido negou que adotará tal regulamentação. Mesmo assim, os mercados se animaram e subiram, ainda estimulados pelo dado que mostrou uma queda de 7 mil no número de pedidos de auxílio-desemprego nos Estados Unidos, para 395 mil, na semana passada.

Estados Unidos e Europa – A Bolsa de Nova York fechou em forte alta nesta quinta-feira, em uma nova retomada, desta vez impulsionada por compras de ações do setor bancário e as notícias mais positivas d economia. O índice Dow Jones terminou o pregão com ganho de 3,95%, aos 11.143,31 pontos; o S&P-500 avançou 4,63%, aos 1.172,64 pontos; e o Nasdaq subiu 4,69%, aos 2.492,68 pontos. As ações da Cisco Systems subiram 15,95%, depois de a empresa ter entregue lucro acima das previsões.

Na Europa, os principais índices do mercado de ações fecharam em forte alta, puxados pelo avanço nos papéis de bancos. Londres, +3,11%, Paris, +2,89%, e Frankfurt, +3,28%.

(com Agência Estado e Agence France-Presse)