Clique e assine a partir de 9,90/mês

Ibovespa renova recorde em dia positivo no mercado externo

Índice superou os 96 mil pontos pela manhã; no dia anterior, o Ibovespa subiu 1,01%, a 95.351 pontos, marcando novo patamar máximo

Por Larissa Quintino - Atualizado em 18 jan 2019, 12h01 - Publicado em 18 jan 2019, 11h59

O Ibovespa, índice de referência do mercado brasileiro, bateu pela primeira vez os 96 mil pontos, e deve fechar esta sexta-feira, 18, em novo recorde. O mercado está embalado pelo bom-humor das bolsas externas, com perspectivas positivas nas negociações comerciais entre Estados Unidos e China. Internamente, a expectativa sobre a reforma da Previdência do governo Bolsonaro também alimenta os negócios. 

Às 11h53, o Ibovespa subia 0,86%, a 96.167 pontos. No dia anterior, o Ibovespa subiu 1,01%, a 95.351 pontos, marcando novo patamar recorde. No ano, a bolsa de valores já acumula alta de 8,49%.

Lá fora, os pregões ainda repercutiam notícia do jornal Wall Street Journal de que o governo dos EUA estaria considerando flexibilizar tarifas de importações chinesas, mesmo após a negativa do Departamento do Tesouro. As bolsas asiáticas fecharam em alta 

Segundo Ari Santos, gerente da corretora H.Commcor, o otimismo dos últimos dias com o novo governo continua e isso acaba impulsionando o mercado diariamente. “O clima é positivo e há a expectativa que a reforma da Previdência seja apresentada no Fórum em Davos. Além disso, com o evento um pouco esvasiado, o Brasil pode ter destaque e usar bem a vitrine, o que aumenta ainda mais o otimismo”, afirmou. 

Continua após a publicidade

O Fórum de Davos, na Suíça, começa na próxima terça-feira, 22, e não contará com a presença do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e com o presidente da França, Emmanuel Macron. Jair Bolsonaro é apontado como o destaque do evento por organizadores.

O dólar comercial opera estável, cotado a 3,750 às 11h52, alta de 0,08%.

Publicidade