Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

BOVESPA-Índice segue piora de Wall Street e fecha em baixa

(Texto atualizado com mais informações e dados oficiais de fechamento da bolsa)

Por Roberta Vilas Boas

SÃO PAULO, 19 Abr (Reuters) – A Bovespa encerrou o pregão desta quinta-feira em baixa, após operar com volatilidade durante todo o dia, seguindo a piora das bolsas dos Estados Unidos, mas com a possibilidade de novas reduções de juros pelo Comitê de Política Monetária (Copom) aliviando o mercado brasileiro.

O Ibovespa caiu 0,62 por cento, a 62.618 pontos. O giro financeiro do pregão foi de 5,62 bilhões de reais.

Em Nova York, o índice Dow Jones recuou 0,53 por cento, enquanto o Standard & Poor’s 500 perdeu 0,59 por cento.

“O Ibovespa caiu seguindo a piora nos mercados lá fora. Os dados dos EUA pesaram um pouco, principalmente o do mercado imobiliário”, afirmou João Pedro Brugger, analista na Leme Investimentos.

“Internamente, teve o Copom, que apesar da decisão ter vindo em linha com o esperado, deixou em aberto a possibilidade de novas quedas nos juros, o que favoreceu ações voltadas ao mercado interno”, completou.

Nos EUA, as vendas de moradias usadas recuaram 2,6 por cento em março.

No Brasil, o Copom anunciou na noite de quarta-feira sua decisão unânime de reduzir a Selic em 0,75 ponto percentual, para 9 por cento ao ano, e ainda deixou a porta aberta para mais reduções, na opinião de parte dos agentes econômicos.

No Ibovespa, a ação da OGX teve a maior queda, de 3,57 por cento, a 12,96 reais, enquanto a maior alta ficou com a preferencial da Oi, com ganhos de 3,02 por cento, a 9,55 reais.

Outras blue chips registraram quedas, com a preferencial da Petrobras recuando 1,42 por cento, a 21,45 reais, e a da Vale encerrando em baixa de 0,4 por cento, a 42,07 reais.

Por outro lado, Itaú Unibanco subiu 0,73 por cento, a 31,54 reais, e Brasil Foods valorizou 1,64 por cento, a 34,81 reais.(Edição de Fábio Couto)