Clique e assine a partir de 9,90/mês

BOVESPA-Índice cai por notícias de rebaixamentos na zona do euro

Por Da Redação - 13 jan 2012, 17h30

(Texto atualizado com mais informações e dados oficiais de fechamento da bolsa)

Por Roberta Vilas Boas

SÃO PAULO, 13 Jan (Reuters) – A Bovespa encerrou a sexta-feira em baixa, seguindo o movimento dos mercados externos com as notícias de que a agência de classificação de riscos Standard & Poor’s irá rebaixar ainda nesta noite, os ratings de diversas economias da Europa, incluindo a nota “AAA” da França.

O Ibovespa recuou 1,29 por cento, a 59.146 pontos. Na semana, porém, o índice teve alta de 0,93 por cento. Nesta sessão, o giro financeiro foi de 6,58 bilhões de reais.

As bolsas dos Estados Unidos também operavam em queda, mas de menor intensidade. Às 18h23 (horário de Brasília), o índice Dow Jones caía 0,58 por cento, enquanto o S&P 500perdia 0,64 por cento.

“O motivo da queda são as notícias em torno do possível relatório da S&P. Quando isso começou, por volta das 12h, já piorou (o comportamento dos mercados)”, afirmou o operador Rafael Dornaus, da Hencorp.

Ele ressaltou que a preocupação é maior com um rebaixamento da França, mas que a possibilidade de que a redução seja em apenas um grau aliviou um pouco na queda.

O ministro francês das Finanças, François Baroin, informou à tarde que o país já foi notificado pela agência, e que a nota foi reduzida em um grau.

Continua após a publicidade

Em dezembro, a S&P colocou os ratings de 15 países da zona do euro sob revisão negativa de crédito -incluindo os da Alemanha e da França, que têm rating máximo. As informações, porém, são de que a Alemanha e a Holanda não terão as notas rebaixadas.

Apesar da possibilidade de redução na nota francesa já rondar os mercados há mais de um mês, Dornaus acredita que isso ainda não está precificado.

“Em agosto (de 2011) também era dado como certo que uma casa rebaixaria os Estados Unidos, mas mesmo assim, no dia seguinte, as bolsas caíram muito. Se houver mesmo esse rebaixamento, na segunda-feira vai ter uma queda forte”, disse.

Um dos destaques de baixa na bolsa paulista foi o setor de siderurgia e mineração. A ação preferencial da Valecaiu 1,04 por cento, a 38,95 reais, ainda reagindo a notícias de que sua produção será afetada pelas chuvas no Sudeste.

O papel da mineradora também operou sob influência do vencimento de opções sobre ações na segunda-feira, que também impacta nas preferenciais da Petrobras. Essas caíram 0,13 por cento, a 23,05 reais.

Em siderurgia, o papel ordinário da Usiminas caiu 3,71 por cento, a 16,85 reais, enquanto a preferencialrecuou 3,27 por cento, a 10,96 reais.

O setor de construção também foi destaque de baixa, com a MRV tendo queda de 5,79 por cento e a Gafisase desvalorizando 5,19 por cento.

Na outra ponta, a ação da Brasil Foods teve a maior alta, de 1,45 por cento, a 35 reais, seguida por Redecard , com ganhos de 1,14 por cento, a 29,38 reais.(Edição de Aluísio Alves)

Continua após a publicidade
Publicidade