BLACK FRIDAY: ASSINE a partir de R$ 1 por semana
Continua após publicidade

BOVESPA-Crescimento global preocupa e leva índice ao vermelho

Por Da Redação
1 jun 2012, 11h01

SÃO PAULO, 1 Jun (Reuters) – A Bovespa operava em queda nesta sexta-feira, acompanhando as principais praças internacionais, após dados fracos na zona do euro, China e Estados Unidos, além do resultado abaixo do esperado da economia brasileira no primeiro trimestre.

Às 10h56, o Ibovespa recuava 1,61 por cento, a 53.611 pontos. No pior momento até agora, o índice chegou a cair 2,57 por cento, a 53.086 pontos. O giro financeiro do pregão era de 1,08 bilhão de reais. Em maio, o índice acumulou queda de 11,86 por cento, o pior desempenho mensal desde outubro de 2008, ápice da crise global.

“Estamos vendo um sentimento de forte aversão ao risco, com queda de atividade em praticamente todos os países, mostrando que a crise europeia começa a afetar a economia global”, disse o economista-chefe da SulAmérica Investimentos, Newton Rosa.

“O PIB brasileiro contribui para esse sentimento de que a economia está mais fraca do que se imagina e mostra claramente como o cenário mundial está afetando a economia brasileira, que pode nem atingir o mesmo patamar do ano passado.”

Continua após a publicidade

A economia brasileira cresceu apenas 0,2 por cento no primeiro trimestre deste ano, na comparação com o quarto trimestre de 2011, abaixo do esperado pelo mercado e pela equipe econômica do governo.

Nos Estados Unidos, o crescimento dos empregos em maio foi o mais fraco em um ano, com geração de 69 mil postos de trabalho, volume muito menor que o previsto, sugerindo que a recuperação econômica do país está vacilando.

A China mostrou sinais de desaceleração mais ampla, com pesquisas sobre seu setor industrial mostrando fraqueza em maio, sinalizando deterioração mais profunda que o esperado na demanda doméstica e externa.

Continua após a publicidade

Na zona do euro, o setor industrial registrou em maio o ritmo mais forte de contração em quase três anos, com a crise da dívida afetando a confiança e novas encomendas continuando a recuar.

Em Wall Street, o índice Dow Jones recuava X por cento, enquanto o principal índice das ações europeiastinha baixa de X por cento.

Na Bovespa, as blue chips caíam forte e pesavam no índice, com destaque para OGX, que caía 3,98 por cento, a 9,89 reais. A preferencial da Vale recuava 0,87 por cento, a 36,39 reais, enquanto a da Petrobras tinha queda de 1,10 por cento, a 18,92 reais.(Por Danielle Assalve; edição de Alberto Alerigi Jr.)

Continua após a publicidade
Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

A melhor notícia da Black Friday

Assine VEJA pelo melhor preço do ano!

BLACK
FRIDAY

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana

a partir de R$ 1,00/semana*
(Melhor oferta do ano!)

ou

BLACK
FRIDAY
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

a partir de R$ 29,90/mês
(Melhor oferta do ano!)

ou

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas. Acervos disponíveis a partir de dezembro de 2023.
*Pagamento único anual de R$52, equivalente a R$1 por semana.