Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

BOVESPA-Bolsa cai com receio por Europa apesar de acordo

SÃO PAULO, 12 Dez (Reuters) – A bolsa brasileira operava em queda nesta segunda-feira, com investidores ainda preocupados com a situação da crise da dívida na zona do euro e com o fim da euforia pelo acordo de integração fiscal na União Europeia, na última sexta-feira.

Às 13h23, o Ibovespa tinha queda de 2,12 por cento, a 57.000 pontos. O giro financeiro era de 1,56 bilhão de reais.

Nos mercados externos o comportamento também era de baixa, com o índice europeu FTSEurofirst recuando 1,52 por cento, e o norte-americano Dow Jones perdendo 1,34 por cento.

“No fim da semana passada teve a reunião em Bruxelas, e os objetivos foram alcançados de forma geral. Mas a postura do presidente do Banco Central Europeu (BCE), Mario Draghi, jogou contra o esforço”, afirmou o economista André Perfeito, da Gradual.

Na semana passada, antes mesmo do anúncio do acordo entre líderes europeus, Draghi mostrou ceticismo com a possibilidade de que o BCE empreste dinheiro ao Fundo Monetário Internacional (FMI), o que causou pessimismo nos mercados.

O economista da Gradual acredita que as atenções de investidores agora ficam voltadas para o BCE e as declarações de seu presidente.

No Ibovespa, a maioria das ações estava em baixa.

Vanguarda (ex-Ecodiesel) desabava 13,21 por cento, para 0,46 real. Na sexta-feira, a empresa anunciou acordo para vender ativos de biodiesel na Bahia e no Tocantins para a Oleoplan por 100 milhões de reais.

No final de novembro, a Veremonte, do empresário espanhol Enrique Bañuelos, uma das principais sócias da Vanguarda Agro , afastou-se temporariamente da gestão da companhia após discordâncias sobre a formação de uma empresa de terras que teria a própria Vanguarda como sócia majoritária.

Outras quedas expressivas na carteira teórica eram vistas por JBS, que perdia 5,02 por cento, a 5,30 reais, e Rossi Residencial, com desvalorização de 4,09 por cento, para 9,39 reais.

As blue chips também cediam, com a preferencial da Valeregistrando queda de 2,17 por cento, a 38,27 reais, e a da Petrobras caindo 3,13 por cento, a 22,30 reais.

Na outra ponta, a ação da Cemig subia 2,02 por cento, a 30,36 reais. O papel da Light tinha ganho de 0,89 por cento, a 29,56 reais.(Por Roberta Vilas Boas; Edição de Cesar Bianconi)