Veja Digital - Plano para Democracia: R$ 1,00/mês

Bovespa abre em baixa em meio a temor de recessão

Por Da Redação 5 set 2011, 10h10

Por Olívia Bulla

São Paulo – A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) abriu em queda, propensa a entregar mais uma parcela da alta verificada na semana passada, comprometendo a performance deste início de setembro. Apesar do feriado nos Estados Unidos, o que deve reduzir a liquidez dos negócios locais, o nervosismo toma conta dos mercados internacionais, recheados de dúvidas sobre a dinâmica econômica global. Às 10h09, o índice Bovespa (Ibovespa) tinha queda de 1,73%, aos 55.550 pontos.

O efeito calendário e a inesperada redução na Selic (taxa básica de juros) camuflaram o desempenho da Bolsa desde os últimos dias de agosto, mas especialistas afirmam que é hora de voltar à realidade. Para esses profissionais, a tendência de alta no curto prazo evaporou-se diante das incertezas vindas do cenário externo, principalmente após a decepção com o relatório oficial sobre o mercado de trabalho (payroll) dos EUA no mês passado.

A perda dos 58 mil pontos pelo Ibovespa, ao final da semana passada, reforça as apostas de que o ambiente ainda não é favorável para os negócios com risco. Porém, a defesa dos 55 mil pontos é fundamental para que a Bolsa não engate uma nova onda vendedora mais acentuada.

Nesta manhã, ao menos no exterior, o sentimento de aversão ao risco agrava o comportamento dos mercados, com uma fuga dos investidores em busca de proteção. Além do saldo zero no mercado de trabalho norte-americano no mês passado, também pesam nos negócios a desaceleração do crescimento econômico na zona do euro para a mínima em dois anos em agosto; a derrota do partido de Angela Merkel nas eleições regionais, em pleno estado natal da chanceler alemã; e ações judiciais contra 17 grandes bancos nos EUA por causa de empréstimos arriscados relacionados a hipotecas.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)