Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Bovespa abre em alta, mas vencimento distorce pregão

Por Olívia Bulla

São Paulo – Hoje é dia dos investidores exercerem suas opções sobre ações, depois de a proximidade da data do vencimento aguçar o sobe-e-desce da Bovespa na semana passada. Às 11h20, o Ibovespa subia 0,21%, aos 56.214,14 pontos. Ao que tudo indica, os vendidos venceram o jogo contra os comprados, pressionando o mercado acionário para aquém dos 56 mil pontos, e os minutos finais da partida de hoje não devem alterar o placar. Ao final do exercício, porém, os negócios locais podem até andar mais soltos, em uma tentativa de melhorar a trágica performance de 2011 nesta reta final do ano.

“A pressão do vencimento ficou para trás, nos dias que antecederam o exercício”, avalia o operador sênior da mesa de renda variável de uma corretora paulista, referindo-se ao comportamento errante da Bolsa nos últimos dias. “Não deve ter nenhuma ‘briga’ hoje, já que muitas séries viraram pó”, comenta, acrescentando que os players ‘vendidos’ “ganharam de goleada”. No exercício anterior, em 21 de novembro, o exercício de contratos de opções sobre ações movimentou R$ 4,86 bilhões, sendo R$ 3,61 bilhões em opções de compra e R$ 1,24 bilhão em opções de venda.

No exterior, os investidores operam na expectativa por mais uma reunião entre ministros da zona do euro, na qual serão discutidos um aumento no poder de fogo do Fundo Monetário Internacional (FMI) para fazer empréstimos para países europeus debilitados e a implementação da consolidação fiscal na região.

Já a Bolsa segue em indefinição no curto prazo, após ter perdido a reta de suporte. Segundo análise gráfica da Itaú Corretora, o Ibovespa tem suporte em 56 mil pontos e, abaixo deste, deverá encontrar espaço para seguir em direção ao importante suporte no fundo anterior, em 54,5 mil pontos. Do outro lado, para ter chance de recuperação da alta, o Ibovespa precisa passar da resistência em 57,5 mil pontos.