Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Boticário amplia presença em outros países e cria novas formas de entrega

Sistema de compra pela internet e retirada de produtos nas lojas foi implantado na The Beauty Box e deve ser levado para a rede O Boticário

O Grupo Boticário está em processo de expansão da rede de lojas internacionais. A última delas foi aberta em setembro em Dubai e mais duas devem ser inauguradas na Bolívia nas próximas semanas. Isso faz com que o grupo esteja presente em 15 países, com 55 lojas da marca O Boticário e oito da rede quem disse, berenice?, mais focada em maquiagem.

Só em Portugal são oito lojas. O presidente do grupo, Artur Grynbaum, diz que a empresa acabou de ganhar um prêmio de melhor marca de maquiagem em Portugal, o que é muito significativo, já que a concorrência na Europa é ainda mais forte.

No Brasil, o grupo conta com cerca de 4.000 lojas das marcas O Boticário, Eudora, quem disse berenice? e The Beauty Box. Desse total, cerca de 60 foram inauguradas em 2018 e uma quantidade semelhante deve ser aberta em 2019. Além dessas marcas, o grupo também é dono da Multi B e Vult, com presença mais forte em lojas de departamento e farmácias.

Segundo Grynbaum, o grupo deve fechar o ano com um crescimento de 7%. Para 2019, a meta é crescer mais do que esses 7%. Para alcançar esse objetivo, o presidente do Boticário defendeu a reunificação do país, retomada do crescimento e ampliação do emprego.”Não foram os dias mais fáceis da história do Brasil [neste ano]. O país precisa de mais junção do que de antagonismos. Temos um novo horizonte agora pela frente. Não tem mágica, mas estamos otimistas.”

O executivo diz que as condições serão alcançadas se o país fizer as reformas necessárias, como a da Previdência, a simplificação tributária e manter a reforma trabalhista. “Queremos transformações, oportunidades para as pessoas poderem sustentar suas famílias. As oportunidades vão aparecer, mas se não aparecerem vamos atrás delas.”

Inovação

O grupo Boticário também vem investindo em tecnologia e logística para melhorar a experiência de compra do cliente. Uma das novidades foi a implantação do sistema de retirada nas lojas The Beauty Box de compras feitas na internet. O sistema foi implantado poucos dias antes da última Black Friday, realizada no final de novembro.

A meta é levar o sistema para todas as lojas O Boticário, mas a vice-presidência de Desenvolvimento de Novos Canais, Isabella Wanderley, afirma que a implantação é mais complexa, pois envolve uma rede de franqueados muito grande. “Para fazer a entrega na loja, é preciso que o meu sistema saiba o estoque das lojas. É complexo ter acesso a essa informação de cada franqueado.”

Segundo ela, o início do novo modelo de entrega foi bem recebido pelas funcionárias das lojas. “Cada uma organizou as entregas de um jeito. Algumas por ordem alfabética, outras pelo CEP de entrega.”

Nicolas Simone, CIO do Grupo Boticário, afirma que as inovações não param por aí. Em 2019, o grupo deve lançar o sistema de entrega a partir da loja, que permitirá que a compra feita pela internet saia das unidades em vez do centro de distribuição.

Segundo ele, esse sistema pode dar agilidade aos prazos de entrega das compras feitas pela internet. “O objetivo é que o cliente tenha todas as opções disponíveis para comprar e receber. Ele que escolherá o que é mais conveniente.”

Da mesma forma que o Boticário foi uma das primeiras marcas a abolir o balcão. a rede agora quer acabar com a área do caixa. Nas lojas sem caixa, todo o atendimento – consultoria, venda e recebimento do pagamento – é feito pela mesma pessoa. Isabella diz que isso libera espaço dentro das lojas, além de melhorar a experiência do consumidor.”