Clique e assine a partir de 9,90/mês

Bombardier cortará mil empregos com paralisação da produção de jatos

Demissões resultam da queda da demanda pelo Learjet 85. Segundo a companhia, mercado de aeronaves leves tem desacelerado desde a crise econômica

Por Da Redação - 15 Jan 2015, 15h07

A Bombardier disse nesta quinta-feira que suspendeu um programa envolvendo a produção da aeronave Learjet 85 e que está demitindo cerca de mil funcionários devido à demanda fraca pelo jato executivo. A fabricante canadense de aviões e trens acrescentou que a medida reflete a contínua fraqueza no segmento de aeronaves leves desde a crise econômica. O Learjet 85 é projetado para oito passageiros em sua configuração padrão.

Leia também:

Coca-Cola demitirá 1.800 trabalhadores no mundo todo

Trabalhadores da Mercedes voltam ao trabalho, mas greve na Volks entra no 3º dia

Continua após a publicidade

Funcionários da Volvo fazem greve contra demissões

A Bombardier disse que a paralisação resultará em um encargo de 1,4 bilhão de dólares antes de impostos no quarto trimestre, principalmente pelo prejuízo com os custos de desenvolvimento do Learjet 85. Ainda segundo a companhia, o corte de postos de trabalho ocorrerá em Querétaro, México, e Wichita, no Estados Unidos.

(Com agência Reuters)

Publicidade