Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Bolsonaro dá aval para negociações entre Embraer e Boeing

Segundo ele, "ficou claro que a soberania e os interesses da Nação estão preservados"

O presidente da República Jair Bolsonaro comunicou nesta quinta-feira, 10, que a “a União não se opõe” ao andamento das negociações entre Boeing e Embraer, para a criação de uma nova companhia. O anúncio foi feito via Twitter.

No tweet, Bolsonaro explica que a decisão foi feita após um encontro com representantes de diferentes ministérios. “Reunião com representantes do Ministérios da Defesa, Ciência e Tecnologia, Rel. Ext. e Economia sobre as tratativas entre Embraer (privatizada em 1994) e Boeing. Ficou claro que a soberania e os interesses da Nação estão preservados. A União não se opõe ao andamento do processo.”

 

 

O anúncio segue a linha do que o ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional, general Augusto Heleno, já tinha dito na última segunda-feira, 7. Segundo ele, o governo não iria interromper as conversas entre as duas companhias e o planalto estaria“estudando” os termos do acordo acertado no final do ano passado.

Na última sexta-feira, 4, Bolsonaro tinha mostrado preocupação com o acordo entre as duas empresas. De acordo com os termos, a Boeing terá 80% de participação na nova companhia, enquanto a Embraer ficará com 20%. O receio do governo era em relação a possibilidade que a Embraer tem de desfazer-se da sua participação na nova companhia.