Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Bolsas na Europa sobem puxadas por ações de bancos

Por Renan Carreira

Londres – As bolsas europeias fecharam em alta nesta sexta-feira, com os bancos ganhando terreno após uma inesperada alta do índice de confiança do empresário na Alemanha. As companhias foram encorajadas por sinais de que a maior economia da zona do euro está se recuperando da desaceleração vivida pelo bloco europeu. O índice Stoxx Europe 600 terminou a sessão com avanço de 0,50%, aos 257,79 pontos, e na semana subiu 1,73%.

O instituto Ifo informou que a confiança dos empresários subiu para 109,9 pontos, de 109,8 em março. A expectativa de analistas consultados pela Dow Jones era de uma queda para 109,5 pontos. O índice é baseado em pesquisa feita pelo Ifo junto a 7 mil empresas e mostra que os industriais consideram que tanto o ambiente de seus negócios correntes como as perspectivas estão “significativamente mais positivos”.

Na Bolsa de Frankfurt, o índice DAX subiu 1,18%, fechando a 6.750,12 pontos, e na semana teve alta de 2,52%. Merck KGaA avançou 3,3% após o CEO da companhia anunciar economia de custos e cortes de emprego. Commerzbank subiu 2,3% e Deutsche Bank teve alta de 1,7% em meio a expectativas de aumento de recursos do Fundo Monetário Internacional (FMI).

Em Londres, o índice FTSE avançou 0,48%, a 5.772,15 pontos, e na semana teve alta de 2,13%. Severn Trent subiu 3,6% e United Utilities avançou 2,6%. As mineradoras também tiveram desempenho positivo. Vedanta Resources teve alta de 3% e Kazakhmys subiu 2,6%. Lloyds Banking Group avançou 2,8% e Standard Chartered registrou alta de 0,8%. Por outro lado, AMR Holdings registrou a maior baixa, queda de 3,8%.

O índice CAC 40, da Bolsa de Paris, fechou em alta de 0,46%, para 3.188,58 pontos. Na semana, porém, caiu 0,02%. Société Générale subiu 3,5% e Crédit Agricole avançou 2,3%. Do lado negativo, Danone registrou queda de 3,6%. Accor caiu 2,3% após o Morgan Stanley rebaixar os papéis da companhia.

Em Madri, o índice Ibex 35 subiu 1,92%, a 7.040,60 pontos, após ontem ter ficado abaixo dos 7.000 pontos pela primeira vez em três anos. Na semana, no entanto, o índice caiu 2,90%. BBVA avançou 3%. Iberdrola teve alta de 3,1% após o UBS avaliar melhor as ações da companhia.

Na Itália, o FTSE MIB avançou 0,80%, para 14.401,78 pontos. No entanto, na semana registrou queda de 0,29%. Em Portugal, o índice PSI 20, da Bolsa de Lisboa, registrou avançou de 0,27%, para 5.190,97 pontos. Na semana, porém, caiu 0,51%. As informações são da Dow Jones.