Clique e assine a partir de 9,90/mês

Bolsas na Europa sobem e fecham janeiro no azul

Por Da Redação - 31 jan 2012, 15h03

Por Álvaro Campos

Londres – As principais bolsas europeias fecharam em alta, impulsionadas pelo acordo anunciado ontem pelos líderes da União Europeia sobre o Mecanismo de Estabilidade Europeu (ESM, na sigla em inglês) e o novo pacto fiscal do bloco, do qual participarão 25 dos 27 países do grupo – as exceções são o Reino Unido e a República Checa. O índice pan-europeu Stoxx 600 subiu 0,8%, fechando a 254,41 pontos. No mês, o índice acumulou ganho de 4%.

Outro fato que animou os investidores foram relatos sobre um avanço na negociação da Grécia com seus credores privados para uma reestruturação da dívida do país, mesmo não havendo, ainda, nada de concreto.

Apesar das notícias positivas na Europa, o desempenho das bolsas do continente foi prejudicado por uma série de indicadores negativos nos Estados Unidos, principalmente o índice de confiança do consumidor do Conference Board, que caiu para 61,1 em janeiro, de 64,8 em dezembro. A previsão dos analistas era de que a confiança subiria para 68,5. Além disso, o índice de atividade industrial de Chicago recuou para 60,2 em janeiro, abaixo das expectativas, que eram de 61,5.

Continua após a publicidade

“Quando os números de janeiro forem fechados, os altistas ainda estarão na frente, mas ainda parece incerto se eles conseguirão manter essa tendência vencedora pelo segundo mês seguido”, comentou a IG Index em nota, se referindo ao desempenho das bolsas europeias.

Na Bolsa de Londres, o índice FTSE 100 ganhou 10,52 pontos (0,19%), fechando a 5.681,61 pontos. No mês, o índice acumula ganho de 1,96%. Hoje, as ações da ARM Holdings subiram 2%, após a companhia divulgar que seu lucro líquido no quarto trimestre do ano passado subiu 11%, para 33,1 milhões de libras esterlinas. No setor de energia, a Tullow Oil avançou 3,7% e a BP teve valorização de 2,7%.

O índice DAX, da Bolsa de Frankfurt, subiu 14,46 pontos (0,22%), fechando a 6.458,91 pontos. Em janeiro, a alta acumulada foi de 9,50%. Na sessão de hoje, os papéis da ThyssenKrupp tiveram ganho de 2,7%, após a companhia informar que está vendendo sua divisão de aço inoxidável para a finlandesa Outokumpu, em um acordo de 2,7 bilhões de euros.

Em Paris, o índice CAC 40 teve alta de 32,91 pontos (1,01%), fechando a 3.298,55 pontos. Com isso, no mês o índice acumulou um avanço de 4,39%. O setor bancário teve um bom desempenho hoje (BNP Paribas +0,6%, Crédit Agricole +2,2% e Société Générale +3,3%). A Alstom teve valorização de 3,7%, após vencer uma disputa para um contrato para ferrovias na Dinamarca.

Continua após a publicidade

O índice IBEX 35 da Bolsa de Madri fechou em queda de 0,09% hoje, a 8.509,20 pontos, e terminou janeiro com perda de 0,67%. Em Milão, o índice FTSE Mib ganhou 0,48% hoje, fechando a 15.828,05 pontos, e encerrando o mês com alta de 4,89%. Já na Bolsa de Lisboa, o índice PSI 20 subiu 0,44% hoje, fechando a 5.325,05 pontos, mas mesmo assim registrou queda de 2,43% no acumulado mensal. As informações são da Dow Jones.

Publicidade