Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Bolsas na Europa fecham com sinais mistos

Por Da Redação 8 fev 2012, 14h50

Por Gabriel Bueno

Londres – Os principais índices das bolsas europeias fecharam hoje com sinais mistos. Os resultados refletiram a expectativa por avanços nos impasses em torno das finanças da Grécia, e também pelos resultados de uma reunião entre o primeiro-ministro Lucas Papademos e os principais líderes políticos nacionais.

Uma reportagem do Wall Street Journal afirmando que o Banco Central Europeu (BCE) está preparado para trocar seus bônus do governo da Grécia por bônus da Linha de Estabilidade Financeira Europeia (EFSF, na sigla em inglês) por um valor com desconto ajudou a impulsionar um pouco o ânimo, mas ainda há uma grande dose de incerteza em relação ao país, disseram traders. O índice pan-europeu Stoxx 600 registrou queda de 0,20%, ou 0,54 pontos, para 263,01 pontos.

Na Bolsa de Londres, o índice FTSE 100 fechou em baixa de 0,24%, para 5.875,93 pontos. O melhor desempenho ficou com Reckitt Benckiser (+2,9%), que registrou um salto em seu lucro de 2011. Entre as quedas, International Power recuou 2,8%, após divulgar resultados bons para o ano passado, mas com previsão mais fraca de crescimento para 2012.

Em Paris, o índice CAC 40 teve leve queda, de 0,05%, para 3.410,00 pontos. “Os mercados continuam a hesitar, mas há esperança de que o problema grego está perto do fim”, afirmou um trader que trabalha na capital da França. Crédit Agricole registrou alta de 3%, BNP Paribas subiu 1,2% e Société Générale fechou estável. ArcelorMittal teve alta de 4,3%, após obter um contrato para um trabalho de renovação em usinas nucleares francesas. EADS recuou 1,9%, com a notícia de que as checagens nas asas do modelo A380 da Airbus foram estendidas. Vallourec ganhou 4,2%.

O índice DAX, da Bolsa de Frankfurt, teve recuo de 0,08%, para 6.748,76 pontos. Commerzbank subiu 7,58%, com bons resultados de sua subsidiária na Polônia BRE. Deutsche Bank avançou 1,53%, enquanto Lufthansa (+0,45)% e ThyssenKrupp (+1,96%) também subiram. Adidas recuou 1,46%. Em Milão, o índice FTSE MIB teve alta de 1,08%, para 16.669,22 pontos. Intesa Sanpaolo (+2,97%), UniCredit (+2,24%) e Finmeccanica (+2,33%) estiveram entre os destaques.

Em Madri, o índice Ibex 35 teve leve alta, de 0,03%, para 8.849,30 pontos, mas Santander (-0,3%) e BBVA (-0,5%) tiveram quedas. Já Repsol subiu 0,5%. Em Portugal, o índice PSI 20, da Bolsa de Lisboa, registrou alta de 1,93%, para 5.696,33 pontos. As informações são da Dow Jones.

Continua após a publicidade
Publicidade