Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Bolsas europeias fecham em queda influenciadas por França e Espanha

As principais baixas foram de bancos franceses, cujas ações recuaram mais de 5% ao longo do dia

Por Da Redação 15 nov 2011, 15h26

As principais Bolsas europeias fecharam a sessão desta terça-feira em queda em um mercado preocupado com a crise da dívida na Europa e com a desaceleração econômica na região. As principais baixas foram de bancos franceses, em meio a temores de que a segunda maior economia do bloco será sugada para a crise de dívida soberana da região.

Os bancos concessores de empréstimos BNP Paribas and Société Générale estão entre as principais quedas do índice FTSEurofirst 300, recuando ,77% e 5,21%, respectivamente. “A França, com sua enorme exposição à Itália, está apanhando por conta do medo”, disse David Morrison, estrategista de mercado da GFT Global. O Société Générale também anunciou nesta terça-feira que irá demitir, no mínimo, 500 funcionários de sua área de banco de investimentos, como parte de uma estratégia de corte de custos.

Na Espanha, os mercados também se mostram apreensivos devido às eleições do Legislativo, que acontecerão no próximo domingo. A expectativa é de que o partido de José Luis Rodríguez Zapatero (Psoe) não consiga a maioria dos votos para se manter no poder

O principal índice da Bolsa de Londres, o Footsie-100, perdeu 0,03%. Já o CAC 40, da Bolsa de Paris, recuou 1,92%. O DAX, da Bolsa de Frankfurt, também fechou em queda, de 0,87%, enquanto a Bolsa de Madri prosseguiu sua queda pelo agravamento das tensões na Espanha, perdendo 1,61%.

Na Itália, o índice FTSE Mib, da Bolsa de Milão, também fechou em baixa, de 1,08%.

(Com agência France-Presse)

Continua após a publicidade
Publicidade