Clique e assine com 88% de desconto

Bolsas europeias fecham em queda após fala de Bernanke

Presidente do BC americano afirmou que recuperação será lenta e desemprego demorará a cair; investidores decepcionam-se com falta de novos estímulos

Por Da Redação - 17 jul 2012, 14h32

As principais bolsas europeias encerraram os pregões desta terça-feira em queda, com exceção da alemã e da espanhola, com investidores decepcionados após as declarações do presidente do banco central americano (Federal Reserve, Fed), Ben Bernanke.

A bolsa de Londres terminou em baixa de 0,59%, com seu índice de referência, o FTSE-100, invertendo a tendência de alta pouco depois de Bernanke falar ao Senado americano sobre a lenta recuperação dos EUA. O mercado esperava que o presidente trouxesse novas medidas de estímulo à economia local.

Leia mais:

BC dos EUA faz prognóstico sombrio da economia

Publicidade

“Brasil vai crescer menos do que os EUA”, diz Forbes

Na França, o índice da bolsa parisiense, o CAC 40, terminou praticamente estável, cedendo apenas 0,09%. Já a bolsa de Frankfurt, na Alemanha, terminou em alta de 0,18%, após ter ficado próxima de patamares negativos depois das declarações de Bernanke. Madri terminou em alta de 0,40%, após ter emitido bônus de curto prazo com taxas em queda.

O presidente do Fed também disse ao Senado que as perspectivas de melhora no emprego são ainda sombrias, o que assusta investidores. O Ibovespa chegou a cair também até 0,5%, mas depois se recuperou e opera em alta nesta tarde.

(com Agence France-Presse)

Publicidade