Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Bolsas em NY fecham em baixa pressionadas por Grécia

Por Gustavo Nicoletta

Nova York – Os principais índices do mercado de ações dos EUA fecharam em baixa, após sinais de retrocesso no acordo político anunciado ontem pela Grécia terem deixado os investidores reticentes em manter as apostas de um desfecho positivo para a crise no país. Dados decepcionantes sobre o déficit comercial e a confiança do consumidor também pesaram sobre as bolsas, assim como o rebaixamento nas notas de crédito de 34 bancos italianos pela agência de classificação de risco Standard & Poor’s.

“A Grécia pesou no mercado, mas o mercado precisava de uma desculpa”, disse Quincy Krosby, estrategista de mercado da Prudential Financial. “Estava com excesso de compras. Foi a melhor desculpa possível.”

Mais cedo, o líder do Laos – o menor partido do governo de coalizão da Grécia – disse que não há chances de o partido aprovar as medidas de austeridade fiscal exigidas pelo Fundo Monetário Internacional e pela União Europeia para liberar mais empréstimos ao país. A declaração contrariou o anúncio de Atenas ontem, de que todos os partidos da coalizão haviam chegado a um acordo para garantir a aprovação das reformas no parlamento.

“Todo mundo acreditava que as medidas de austeridade seriam uma panaceia, mas claramente o problema não está perto de ser resolvido”, disse Colleen Supran, diretor da Bingham, Osborn & Scarborough. “Como investidores, temos apenas de esperar que eles possam colocar curativos suficientes nisso para que o mercado não viva sob a ameaça constante de decepção”, acrescentou.

O Dow Jones caiu 89,23 pontos, ou 0,69%, para 12.801,23 pontos. O Nasdaq teve declínio de 23,35 pontos, ou 0,80%, para 2.903,88 pontos. O S&P 500 recuou 9,31 pontos, ou 0,69%, para 1.342,64 pontos. Na semana, todos os índices acumularam perdas. O Dow Jones teve a queda mais acentuada, de 0,47%, seguido por S&P 500 (-0,17%) e Nasdaq (-0,06%).

Entre os indicadores divulgados hoje, o déficit comercial dos EUA aumentou para US$ 48,8 bilhões em dezembro, número levemente maior que o de US$ 48,5 bilhões esperado por analistas. Além disso, o índice de confiança do consumidor da Universidade de Michigan ficou em 72,5, em leitura preliminar, enquanto o mercado esperava 75.

Entre os destaques da sessão, a United Parcel Service anunciou que aumentou seu dividendo trimestral em 9,6% e registrou alta de 0,2% em suas ações. O LinkedIn teve ganho de 17,8% depois de divulgar lucro e receita para o quarto trimestre do ano passado que superaram as previsões do mercado.

A NYSE Euronext divulgou resultados para o quarto trimestre que ficaram levemente acima das projeções de analistas e fechou em alta de 4,5%. As informações são da Dow Jones.