Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Bolsas de NY caem com chance de referendo na Grécia

Por Gustavo Nicoletta

Nova York – Os principais índices do mercado de ações dos Estados Unidos fecharam em queda, reagindo ao fato de o primeiro-ministro da Grécia, George Papandreou, ter anunciado ontem que pretende consultar a população do país por meio de referendo para decidir se aceitará os termos do pacote de resgate montado pelos países europeus.

“O mercado está rapidamente perdendo a confiança na possibilidade de a Grécia deixar a casa em ordem”, disse Peter Kenny, diretor-gerente do Knight Capital Group. “Há uma preocupação real com o referendo grego. Isso foi um evento inesperado que não estava no horizonte e esse tipo de coisa em geral não é bem recebida pelo mercado”, acrescentou.

O Dow Jones caiu 297,05 pontos, ou 2,48%, para 11.657,96 pontos, mas chegou a recuar 325 pontos ao longo da sessão. O JPMorgan Chase teve um dos declínios mais acentuados entre os componentes do índice, perdendo 5,90%, assim como o Bank of America, que perdeu 6,30%. O Nasdaq fechou em baixa de 77,45 pontos, ou 2,89%, para 2.606,96 pontos, enquanto o S&P 500 teve queda de 35,02 pontos, ou 2,79%, para 1.218,28 pontos.

Os receios também atingiram o mercado de Treasuries, impulsionando os preços e pesando sobre os juros. No final da tarde em Nova York, o juro projetado pelos T-bonds de 30 anos estava em 2,976%, de 3,146% na segunda-feira; o juro das T-notes de 10 anos estava em 1,974%, de 2,134%; o juro das T-notes de 2 anos estava em 0,234%, de 0,250%.

Em outubro, as bolsas norte-americanas acumularam forte alta em meio a expectativas de que as autoridades europeias conseguiriam apresentar um plano razoável para lidar com os problemas fiscais da Grécia e conter a crise das dívidas soberanas da zona do euro.

“O maior erro dos investidores em outubro foi acreditar que qualquer solução seria rápida e eficaz”, disse Jeffrey Sica, presidente e executivo-chefe de investimentos da Sica Wealth Management. “Teremos muito sofrimento para implementar qualquer que seja a versão final desse plano. Será um problema doloroso e de longo prazo.”

Entre os destaques da sessão, a Pfizer divulgou que seu lucro do terceiro trimestre aumentou quase cinco vezes em comparação ao registrado um ano antes. Os papéis da companhia fecharam em alta de 0,36%. Já as ações do CME Group caíram 8,59% depois de a companhia divulgar uma receita para o terceiro trimestre que ficou aquém das expectativas de analistas. As informações são da Dow Jones.