Clique e assine a partir de 9,90/mês

Bolsas de NY abrem em alta após pacto fiscal na Europa

Por Da Redação - 31 jan 2012, 11h56

Por Luciana Antonello Xavier, correspondente

Nova York – As Bolsas de Nova York abriram o dia em alta, em meio à esperança de que o pacto fiscal fechado ontem resolva os problemas de dívida dos países europeus. Ao mesmo tempo, o investidor mantém a cautela diante da falta de acordo da Grécia com credores privados. O fluxo intenso de balanços corporativos dos EUA e o índice de confiança do consumidor em janeiro, apurado pelo Conference Board, que sai às 13 horas, também concentram atenções dos mercados.

Às 12h43 (horário de Brasília), o Dow Jones subia 0,25%, o S&P 500 tinha alta de 0,39% e o Nasdaq tinha alta de 0,38%. Mais cedo, o índice Case-Shiller mostrou que o mercado imobiliário americano segue frágil, mas os números não mudaram a disposição das bolsas antes da abertura. Os preços dos imóveis em dez cidades caiu 3,6% em novembro de 2011, na comparação anual. Os preços de imóveis em 20 cidades caiu 3,7% no mesmo período, acima da expectativa de queda de 3,2%.

Na Europa, apenas o Reino Unido e a República Checa ficaram de fora do pacto, que prevê uma multa equivalente a 0,1% do Produto Interno Bruto (PIB) aos países que registrarem um déficit estrutural superior a 0,5% do PIB nominal. Essa multa deve ir para o Mecanismo de Estabilidade Europeu (ESM, na sigla em inglês). As regras passariam a valer em 2013.

Publicidade