Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Bolsas de NY abrem em alta após dia de perdas

Por Luciana Antonello Xavier

Nova York – As bolsas de Nova York abriram em alta, após a queda registrada ontem. Hoje, a divulgação dos dados do auxílio-desemprego nos Estados Unidos deram algum alívio aos investidores, mas o cenário ainda é nebuloso tanto nos EUA como na Europa. Durante a madrugada, o ouro chegou a renovar recorde, acima de US$ 1.800 a onça-troy, mas recuava pela manhã. Às 10h33 (horário de Brasília), o índice Dow Jones subia 1,36%, o Nasdaq avançava 1,77%, e o S&P 500 tinha alta de 1,33%.

O número de pedidos de auxílio-desemprego nos EUA caiu 7 mil, para 395 mil, na semana passada, enquanto economistas esperavam que os pedidos ficassem em 400 mil. Abaixo dos 400 mil, a leitura dos economistas é de que o volume de contratações supera o de demissões.

Por outro lado, o déficit comercial americano subiu para o maior nível em dois anos e meio, com alta de 4,4%, para US$ 53,07 bilhões, do déficit revisado de maio de US$ 50,83 bilhões, superando expectativa de queda para US$ 48,0 bilhões e sinalizando desaceleração da demanda.

Na Europa, as ações dos bancos franceses lideravam perdas, mesmo após o presidente da França, Nicolas Sarkozy, ter prometido reduzir o déficit de 7,1% no ano passado para 3% em 2013 e de as agências de classificação de risco Fitch, Moody’s e S&P terem reiterado que mantêm o rating (nota de risco) AAA do país.

“Acreditamos que o governo francês mostra evidências de seriedade nos assuntos fiscais, que está implementando medidas para reduzir o déficit”, afirmou o analista de crédito da S&P, Nicholas Swan, durante teleconferência ontem. Na Suíça, o banco central do país informou que estuda várias medidas para conter a valorização do franco suíço.

No pré-mercado, as ações da Cisco disparavam após a companhia ter apresentado resultados melhores do que o esperado no quarto trimestre fiscal. As ações da News Corp. Também subiam no pré-mercado, após o magnata da mídia e dono do grupo Rupert Murdoch ter apontado Chase Carey como seu sucessor e não seu filho James.

Os papéis do Bank of America avançavam com a notícia de que o banco cogita vender sua fatia de 10% no China Construction Bank e estaria em conversas com fundos soberanos do Kuwait e Qatar. As ações da Appple subiam após a empresa ter fechado ontem pela primeira vez como a companhia aberta mais valiosa da bolsa, batendo a Exxon Mobil. A Apple fechou o pregão valendo US$ 337.17 bilhões, ante US$ 330.77 bilhões da Exxon.