Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Bolsas da Europa sobem com aposta em solução para crise

Por Gustavo Nicoletta

Londres – Os principais índices do mercado de ações da Europa fecharam em alta hoje após dados mostrarem um forte aumento na confiança dos consumidores dos Estados Unidos e em meio a expectativas de que autoridades europeias reunidas em Bruxelas chegarão a um acordo sobre novas medidas para conter a crise das dívidas da zona do euro.

Hoje, os ministros de Finanças do bloco monetário devem acertar os detalhes da reforma na Linha de Estabilidade Financeira Europeia (EFSF, na sigla em inglês), o fundo de resgate da zona do euro. “O mercado quer acreditar que Merkozy (a chanceler da Alemanha, Angela Merkel, e o presidente da França, Nicolas Sarkozy) estão falando sério desta vez. Eu ainda tenho minhas dúvidas”, disse Predrag Dukic, vendedor de ações da CM Capital Markets em Madri.

Ao longo da sessão, os índices oscilaram entre perdas e ganhos, em parte por causa do baixo volume de negócios. “Os participantes de maior porte escolhem certos momentos e viram o mercado. Hoje foi um dia relativamente bom, mas amanhã será um novo dia”, disse Owen Ireland, corretor da Valbury Capital.

Nos EUA, o Conference Board divulgou que seu índice sobre a confiança do consumidor norte-americano saltou para 56,0 em novembro, de 40,9 em outubro. O resultado superou em muito a expectativa dos analistas ouvidos pela Dow Jones, de 45,0.

O índice pan-europeu Stoxx 600 subiu 1,83 ponto, ou 0,80%, para 231,68 pontos. Na Bolsa de Londres, o FTSE-100 avançou 24,24 pontos, ou 0,46%, para 5.337,00 pontos. Em Paris, o CAC 40 ganhou 13,83 pontos, ou 0,46%, para 3.026,76 pontos. Na Bolsa de Frankfurt, o Xetra DAX fechou em alta de 54,58 pontos, ou 0,95%, a 5.799,91 pontos.

Em Milão, o índice FTSE MIB subiu 49,14 pontos, ou 0,34%, para 14.627,37 pontos. O IBEX 35, da Bolsa de Madri, avançou 8,10 pontos, ou 0,10%, para 8.128,00 pontos. Em Lisboa, o PSI 20 teve alta de 10,03 pontos, ou 0,19%, para 5.363,53 pontos. O ASE, da Bolsa de Atenas, recuou 5,43 pontos, ou 0,81%, para 661,52 pontos.

Entre os destaques da sessão, a Pernod Ricard subiu 2,3%, enquanto a Remy Cointreau – que divulgou aumento de 22% no lucro ajustado do primeiro semestre em relação a igual período do ano anterio – teve ganho de quase 3%.

Em Frankfurt, a BASF subiu 2,1% depois de aumentar a meta de vendas do ano de 2020 para 115 bilhões de euros, acrescentando que a produção química global deve crescer mais rápido do que a economia mundial nos próximos anos. As informações são da Dow Jones.