Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Bolsas da Europa operam em queda

Por Clarissa Mangueira

Londres – As bolsas da Europa operam em queda, à medida que os investidores aguardam os desdobramentos das negociações na Grécia, após os ministros das Finanças da zona do euro terem rejeitado a oferta de detentores de bônus privados para ajudar a reestruturar a dívida do país. Nem um leilão bem sucedido de bônus da Espanha foi suficiente para estimular os investidores.

Às 8 horas (de Brasília), a Bolsa de Londres caía 0,69%, Frankfurt declinava 1,00%, Paris perdia 0,75%. Entre os países periféricos, Madri tinha queda de 0,57%, Lisboa caiu 0,27% e Milão cedia 0,67%. Os ministros das Finanças da zona do euro rejeitaram a oferta máxima feita ao governo grego pelos credores do setor privados. Embora os credores tivessem oferecido um cupom médio de 4%, os ministros estão insistindo por um cupom abaixo desse valor, com a maioria propondo 3,5%.

O acordo com o setor privado é crucial para que a Grécia receba o segundo pacote de socorro a fim de evitar um default do país em março. Um leilão do governo espanhol registrou boa demanda, com a venda de um total de 2,507 bilhões de euros em bônus e yields (retorno ao investidor) menores. O valor ficou no topo da faixa pretendida.

No front macroeconômico, houve alguns destaques positivos. O índice dos gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) do setor manufatureiro da Alemanha avançou para 50,9, de 48,4, enquanto o PMI de serviços melhorou para 54,5 – o nível mais alto desde junho -, de 52,4. Além disso, o PMI composto da zona do euro subiu para 50,4 em janeiro, de 48,3 em dezembro.

Entre as ações em destaque, STMicroelectronics (-6,1%), após a companhia anunciar seus resultados do quarto trimestre do ano passado, que ficaram abaixo das expectativas. A companhia registrou prejuízo de US$ 11 milhões no quarto trimestre de 2011, após reportar um lucro de US$ 219 milhões no mesmo período do ano anterior. A receita líquida caiu 23%, para US$ 2,19 bilhões. No setor de telecomunicações, KPN NV (-5,78%), após a empresa anunciar uma queda de 63% do lucro da no quarto trimestre de 2011 e reduzir suas perspectivas para 2012.

Siemens (-4,16%), depois de reportar que seu lucro líquido caiu para 1,44 bilhão de euros no primeiro trimestre fiscal, encerrado em 31 de dezembro de 2011, de 1,72 bilhão de euros no mesmo período do ano fiscal anterior. Os investidores ficarão de olho nos balanços que estão previstos para serem divulgados hoje, incluindo os da Apple, Yahoo!, Verizon, Johnson & Johnson e McDonald’s. As informações são Dow Jones.