Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Bolsas da Ásia encerram em queda; HK perde 1,38%

Por Da Redação 5 mar 2012, 08h10

Por Antonio Rogério Cazzali, Ricardo Criez e Roberto Carlos dos Santos

Tóquio – A maioria dos mercados asiáticos apresentou baixa nesta segunda-feira. As declarações do premiê chinês Wen Jiabao, na abertura do ano parlamentar, de que Pequim tem como objetivo um crescimento econômico de 7,5% em 2012 – depois de definir a meta de 8% por oito anos seguidos – teve efeito amortecedor sobre os investidores.

Este foi o exemplo na Bolsa de Hong Kong, onde a perspectiva de redução do PIB da China prejudicou especialmente as empresas de recursos naturais. A demanda dos investidores também diminuiu antes de eventos chaves desta semana. O índice Hang Seng perdeu 296,95 pontos, ou 1,38%, e encerrou aos 21.265,31 pontos.

As Bolsas da China também terminaram no campo negativo, com os investidores realizando lucros após os índices atingirem a maior pontuação em 15 semanas. O índice Xangai Composto caiu 0,6% e terminou aos 2.445,00 pontos. Já o índice Shenzhen Composto ficou estável, fechando aos 981,20 pontos.

O yuan caiu ante o dólar depois de o banco central conduzir a divisa chinesa para baixo via taxa de referência diária na abertura do encontro anual do Legislativo. No mercado de balcão, o dólar fechou cotado em 6,3067 yuans, de 6,2982 sexta-feira. A taxa de paridade central dólar/yuan foi fixada em 6,3121 yuan, de 6,2980 yuans sexta-feira.

A Bolsa de Taipé, em Taiwan, fechou em baixa. Alguns investidores ficaram desapontados após a sessão de abertura do Legislativo chinês não fazer menções sobre a relação entre Pequim e Taipé. Ao mesmo tempo, um susto da gripe aviária na indústria avícola local pesou sobre o sentimento. O índice Taiwan Weighted caiu 1,35% e encerrou aos 8.004,74 pontos.

Continua após a publicidade

Na Coreia do Sul, a Bolsa de Seul encerrou o dia em baixa, com os investidores voltando seu foco para o abrandamento do crescimento da China. O índice Kospi recuou 0,91% e terminou aos 2.016,06 pontos.

A Bolsa de Sydney, na Austrália, fechou no vermelho pelo mesmo motivo: a previsão de crescimento econômico mais lento na China em 2012. Além disso, a demanda dos investidores recuou diante de eventos importantes nesta semana, como a reunião mensal do Banco da Austrália e a divulgação do PIB local. O índice S&P/ASX 200 recuou 0,24% e encerrou aos 4.262,97 pontos.

Na contramão da tendência, a Bolsa de Manila, nas Filipinas, fechou em ligeira alta, com novo recorde de pontuação, novamente em virtude da redução da taxa de juros pelo banco central. O índice PSE ganhou 0,3% e terminou aos 5.030,38 pontos.

A Bolsa de Cingapura fechou estável, uma vez que os investidores ficaram de lado à espera de dados do mercado de trabalho dos EUA esta semana. O índice Straits Times recuou 1,69 e terminou aos 2.991,80 pontos.

O índice SET da Bolsa de Bangcoc, na Tailândia, cedeu 0,6% e fechou aos 1.157,95 pontos, acompanhando as perdas na maioria dos mercados regionais.

O índice composto da Bolsa de Jacarta, na Indonésia, recuou 0,5% e terminou aos 3.984,89 pontos, com a quedas nos demais regionais e a desvalorização da rupia.

O índice composto de cem blue chips da Bolsa de Kuala Lumpur, na Malásia, teve alta de 0,3% e terminou aos 1.589,22 pontos, com fortes compras de pesos pesados. As informações são da Dow Jones

Continua após a publicidade
Publicidade