Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Bolsas da Ásia caem com declarações de Bernanke

Por Da Redação 1 mar 2012, 07h40

Por Antonio Rogério Cazzali, Ricardo Criez e Roberto Carlos dos Santos

Tóquio – A maioria dos mercados asiáticos apresentou queda. O desempenho das bolsas da região foi afetado pelas declarações do presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos), Ben Bernanke, de que o crescimento dos EUA continua, “mas de forma instável”. Os investidores entenderam que há pouca possibilidade de um novo programa de estímulo à economia norte-americana. Na Coreia do Sul, a Bolsa de Seul permaneceu fechada em razão de feriado.

Os comentários de Bernanke desapontaram os investidores na Bolsa de Hong Kong. O índice Hang Seng perdeu 292,12 pontos, ou 1,4%, e encerrou aos 21.387,96 pontos.

A Bolsa de Xangai, na China, encerrou estável. O pequeno aumento na atividade manufatureira do país não conseguiu aumentar a confiança dos investidores, num contexto das observações cautelosas de Bernanke. O índice Xangai Composto caiu apenas 0,1% e terminou aos 2.426,11 pontos. Por sua vez, o índice Shenzhen Composto ganhou 0,4% e terminou aos 960,74 pontos.

O yuan caiu ante o dólar depois de o banco central desvalorizar o câmbio via taxa diária de referência. No mercado de balcão, o dólar fechou cotado em 6,3002 yuans, de 6,2936 yuans ontem. A taxa de paridade central dólar-yuan foi fixada em 6,3016 yuans, de 6,2919 yuans na véspera.

A Bolsa de Taipé, em Taiwan, também fechou praticamente estável, em dia de realização de lucros e de esperança menor dos investidores estrangeiros sobre um novo programa de estímulo à economia nos EUA. O índice Taiwan Weighted caiu apenas 0,04% e encerrou aos 8.118,34 pontos. Ações da HTC recuaram 1,5%.

Continua após a publicidade

Já a Bolsa de Sydney, na Austrália, atingiu a maior baixa em sete dias, após o recuo de ações estrangeiras e de commodities, influenciadas pelas declarações do Fed sobre o crescimento instável dos EUA. O índice S&P/ASX 200 retrocedeu 1% e terminou aos 4.255,55 pontos.

Em Manila, a Bolsa das Filipinas fechou em alta, em meio às crescentes expectativas de que o banco central iria reduzir novamente a taxa de juros – o que ocorreu após o término do pregão, com os juros caindo de 6,25% para 6% ao ano. O índice PSE subiu 0,8% e terminou aos 4.938,61 pontos.

A Bolsa de Cingapura terminou em baixa, acompanhando a maioria dos mercados asiáticos. O índice Straits Times caiu 0,5% e fechou aos 2.978,84 pontos.

O índice SET da Bolsa de Bangcoc, da Tailândia, subiu 0,4% e fechou aos 1.164,98 pontos, com persistente fluxo de capital.

O índice composto da Bolsa de Jacarta, na Indonésia, recuou 0,6% e encerrou aos 3.962,28 pontos, com realizações de lucros após fraco desempenho das demais asiáticas.

O índice composto de cem blue chips da Bolsa de Kuala Lumpur, na Malásia, subiu 0,2% e fechou aos 1.573,45 pontos, liderado por altas nos papeis de imobiliárias. As informações são da Dow Jones

Continua após a publicidade
Publicidade