Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Bolsas asiáticas seguem em forte queda diante da pandemia de coronavírus

Ações na Bolsa de Tóquio despencaram mais de 6% nesta sexta-feira, enquanto os mercados chineses abriram com recuos de mais de 4%

Por Da Redação Atualizado em 13 mar 2020, 07h30 - Publicado em 13 mar 2020, 04h13

Contaminadas pela pandemia do novo coronavírus, o preço do petróleo e resquícios do que aconteceu na quinta-feira, 12, as Bolsas de Valores na Ásia seguem em forte queda nesta sexta-feira, 13.

No Japão, a Bolsa de Tóquio despencou 6,08%, com o índice Nikkei perdendo 1.128,58 pontos e o Topix, 66,18 pontos, o mesmo que 4,98%. As ações na bolsa japonesa ainda chegaram a cair mais de 10% no começo do pregão, mas conseguiram se recuperar ao longo do dia.

Na China, as bolsas também abriram em queda nesta sexta. Nas primeiras operações, o índice Hang Seng da Bolsa de Hong Kong caiu 7,36%, mas conseguiu se recuperar e antes de fechar a baixa era de 0,93%. Na China continental, o índice composto da Bolsa de Xanghai abriu com recuo 3,73%, mas estava em queda de 1,23% próxima ao fechamento. Já o mercado de Shenzhen perdia 4,5%.

Já a Bolsa de Seul, na Coreia do Sul, abriu em queda de 3,43%. Na Nova Zelância, as ações recuavam 4,77% e em Singapura as perdas eram de 2,08%.

Bolsas europeias

Na Europa, os índices abriram com ganhos e, diferentemente das bolsas asiáticas, parecem se recuperar. Nas aberturas, operam em alta as seguintes bolsas: Madri, na Espanha, com 4,38%; Paris, na França, com 4,27%; Milão, na Itália, com 1,93%; Frankfurt, na Alemanha, com 1,46%; e Londres, na Inglaterra, com 1,24%.

(com AFP)

Continua após a publicidade

Publicidade