Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Bolsas asiáticas iniciam em alta; HK sobe 1,44%

Por Da Redação 29 ago 2011, 07h19

Por Hélio Barboza, Ricardo Criez e Roberto Carlos dos Santos

Tóquio – A maioria das Bolsas da Ásia iniciou a semana em elevação. A alta em Wall Street na sexta-feira, aliada ao discurso do presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos), Ben Bernanke, estimularam os investidores da região nesta segunda-feira. Não houve negociações na Indonésia e nas Filipinas.

Na Bolsa de Hong Kong, o pregão foi liderado pela petrolífera China Petroleum & Chemical Corp., a Sinopec, que apresentou fortes resultados no balanço do primeiro semestre. O índice Hang Seng subiu 282,23 pontos, ou 1,44%, e encerrou aos 19.865,11 pontos.

Já na China, a decisão do Banco do Povo (PBOC, banco central) de exigir que os bancos mantenham mais tipos de depósitos em reserva despertou preocupações acerca de um novo aperto de liquidez e teve repercussão negativa nas bolsas. O índice Xangai Composto registrou queda de 1,4%, fechando aos 2.576,41 pontos. O índice Shenzhen Composto baixou 0,9% e encerrou aos 1.159,52 pontos.

O yuan teve novo recorde de alta ante o dólar depois de o banco central fixar em baixa a taxa de câmbio de referência em meio à desvalorização generalizada da divisa americana. No mercado de balcão, o dólar fechou cotado em 6,3810 yuans, de 6,3879 yuans sexta-feira. A taxa de paridade dólar-yuan foi fixada em 6,3883 yuans, de 6,3950 yuans sexta-feira.

Continua após a publicidade

A Bolsa de Taipé, em Taiwan, encerrou em alta. O índice Taiwan Weighted avançou 1,79% e terminou aos 7.578,01 pontos, com as ações dos setores eletrônicos e de semicondutores liderando os ganhos.

Por sua vez, na Coreia do Sul, a Bolsa de Seul fechou em alta pelo terceiro pregão seguido, com compras de ações retardatárias. O índice Kospi avançou 2,84% e encerrou aos 1.829,50 pontos, na maior pontuação desde 18 de agosto.

Na Austrália, a Bolsa de Sydney também fechou em alta, influenciada pelo alívio em Wall Street. O índice S&P/ASX 200 encerrou com avanço de 1,51% e fechou aos 4.263,30 pontos, depois de bater a maior alta em sete dias, de 4.284,60 pontos.

A Bolsa de Cingapura terminou em alta, seguindo a maioria dos mercados globais, com os investidores interpretando a fala de Ben Bernanke como indicação de que o Fed continua pronto a prover mais apoio se necessário. O índice Straits Times subiu 1,6% e fechou aos 2.791,89 pontos.

O índice SET da Bolsa de Bangcoc, na Tailândia, avançou 1,8% e fechou aos 1.055,63 pontos, com as peso pesados de energia liderando a alta.

A Bolsa de Kuala Lumpur, na Malásia, operou em meio expediente, devido a um feriado nacional, e o índice composto de cem blue chips ganhou 0,2% e fechou aos 1.447,27 pontos, acompanhando os ganhos na maioria dos mercados da região. As informações são da Dow Jones

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)