Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

BOLSA EUROPA-Índice fecha em alta,mas rali é visto como limitado

(Texto atualizado com mais detalhes)

LONDRES, 13 Fev (Reuters) – Um rali com baixo volume de negócios, sustentado pela aprovação das medidas gregas de austeridade necessárias para evitar um calote desordenado da dívida do país, acabou se enfraquecendo no pregão desta segunda-feira nas bolsas europeias.

Operadores disseram que vendedores a descoberto começaram a se posicionar para uma queda no mercado.

O índice FTSEurofirst 300 das principais ações europeias fechou com alta de 0,71 por cento, aos 1.071 pontos, em números preliminares.

Ainda é necessária a aprovação das medidas de austeridade por parte dos ministros das Finanças da zona do euro, em uma reunião nesta quarta-feira, a fim de garantir um novo pacote de resgate. Com os distúrbios contra as medidas varrendo a capital Atenas, os ganhos foram vistos como limitados.

“Obviamente, vimos o mercado saltar nesta manhã por conta da Grécia, mas há algum ceticismo”, disse o chefe de operações da ETX Capital, Joe Rundle. “Os volumes foram baixos, e as pessoas estão mirando a venda com este rali.”

“Não é bom para a confiança econômica quando você vê que os distúrbios e cortes de austeridade estão nas manchetes. Isso faz as pessoas pararem de gastar no mundo real e corrói a confiança do consumidor.”

Os papéis da Cable & Wireless Worldwide dispararam 44,5 por cento, com forte volume, após o Vodafone Group, maior operadora de telefonia móvel do mundo em receita, dizer que está considerando uma oferta pelo grupo.

Em LONDRES, o índice Financial Times fechou em alta de 0,91 por cento, a 5.905 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX avançou 0,68 por cento, para 6.738 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 registrou valorização de 0,34 por cento, a 3.384 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve variação positiva de 0,05 por cento, para 16.369 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 caiu 0,1 por cento, a 8.788 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 subiu 1,25 por cento, para 5.690 pontos.

(Reportagem de Joanne Frearson)

REUTERS JCG HBB