Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

BOLSA EUA-Wall Street sobe por resultados da Apple

NOVA YORK, 25 Abr (Reuters) – Wall Street operava com forte alta nesta quarta-feira após resultados acima das expectativas da Apple tiraram a pressão que pendia sobre o mercado há semanas e sustentaram o otimismo sobre uma temporada de balanços que já superou as expectativas.

Às 12h08 (horário de Brasília), o indicador Dow Jonessubia 0,54 por cento, a 13.071 pontos, enquanto o S&P 500tinha valorização de 0,95 por cento, a 1.385 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq tinha ganhos de 1,89 por cento, a 3.017 pontos.

O lucro trimestral da Apple quase dobrou após um salto nas vendas de iPhone. As ações da empresa, que domina as bolsas norte-americanas por causa de seu tamanho, vinham sendo vendidas ultimamente, em parte por causa do receio de que os resultados pudessem decepcionar.

As ações da Apple saltavam 10 por cento, para 615,40 dólares e poderim levar o mercado de volta às maximas de 2012, atingidas no começo do mês. O índice Nasdaq subia mais de 2 por cento logo no início do pregão.

Esse é “mais um trimestre sensacional para a Apple, que está, sozinha, conduzindo os mercados nesta manhã”, escreveu em uma nota o estrategista de ações e diretor de portfólio do Miller Tabak em Nova York, Peter Boockvar.

A temporada de balanços até agora tem sido melhor do que o esperado. Com os resultados de 153 empresas do S&P 500, mais de três quartos superaram as expectativas, de acordo com a Pesquisa da Thomson Reuters da terça-feira.

“Há um bom tempo eu não via balanços sendo tão significativos para os mercados”, disse o presidente de investimento do LibertyView Capital Management, Rick Meckler, sobre os lucros da Apple.

“O fato de eles não terem sido a surpresa negativa que tantas pessoas temiam será um alívio enorme para esse mercado e realmente pode fornecer o ímpeto para trazê-lo de volta às máximas anteriores.”

Os pedidos de bens duráveis caíram 4,2 por cento, o maior declínio em três anos, segundo o último relatório do Departamento do Comércio, que mostrou sinais de abrandamento nos dados econômicos dos Estados Unidos, uma tendência preocupante para os investidores.

“Isso vai gerar dúvidas sobre a força da recuperação e apoiar os pessimistas”, disse o diretor da Zephyr Management em Nova York, Jim Awad. “Hoje será um braço de ferro entre dúvidas sobre o fortalecimento econômico e bons resultados”, emendou.

(Reportagem de Edward Krudy; reportagem adicional de Ryan Vlastelica)

REUTERS NC HBB