Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

BOLSA EUA-Índices norte-americanos sobem com dados da China

Por Chuck Mikolajczak

Nova York, 17 Jan (Reuters) – As bolsas norte-americanas operavam em alta no início do pregão desta terça-feira, com dados da economia chinesa incentivando a crença de que o governo poderá tomar medidas para estimular o crescimento do país. Tais dados estão ofuscando os recentes rebaixamentos de notas de crédito na Europa e um conjunto misto de resultados de grandes bancos.

Às 13h57 (horário de Brasília), o índice Dow Jonessubia 0,91 por cento, a 12.535 pontos, enquanto o S&P 500tinha valorização de 0,73 por cento, a 1.298 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq tinha ganhos de 0,96 por cento, a 2.736 pontos.

A economia da China registrou crescimento ligeiramente acima do esperado, mas no ritmo mais lento em 2,5 anos, sugerindo que o governo poderá tentar impulsionar o crescimento no curto prazo por meio de uma calibragem da política monetária.

“Expectativas são sempre um pouco irracionais quando se trata de China por causa do histórico que temos visto. É definitavamente incentivador (para o mercado) e o fato é que eles ainda são o motor do crescimento”, afirmou o diretor gerente da Knight Capital em Jersey City, Nova Jersey, Peter Kenny.

Ações financeiras avançaram com a Wells Fargo & Coganhando 2,7 por cento após os resultados do quarto trimestre virem em linha com as expectativas, compensando uma queda de 11 por cento do lucro do Citigroup Inc, cujas ações caíram3,8 por cento.

Investidores pareciam ter deixado para trás o rebaixamento da nota de crédito do fundo de resgate da zona do euro, aliviados com o fato de o corte não ter sido muito severo. O movimento aconteceu após o rebaixamento amplamente esperado de uma série de países da região.

Um indicador da atividade manufatureira do Estado de Nova York mostrou que o crescimento se acelerou na região, atingindo o nível mais alto em nove meses e mantendo-se em linha com a tendência de modesta melhora nos indicadores econômicos dos Estados Unidos.

REUTERS NC HBB