Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

BOLSA EUA-Índices caem de olho em Grécia e cúpula da UE

NOVA YORK, 30 Jan (Reuters) – As bolsas de valores dos Estados Unidos operavam em baixa nesta segunda-feira, com preocupações crescentes sobre as finanças europeias diante da divergência entre Grécia e Alemanha sobre as melhores medidas orçamentárias para Atenas.

As ações dos bancos eram destaque negativo após notícias de que a Alemanha estaria pressionando a Grécia para tranferir o controle de sua política orçamentária para as instituições europeias como parte de um segundo programa de ajuda externa.

Os problemas da Grécia aumentavam a incerteza em torno da cúpula da União Europeia nesta segunda-feira, que deve aprovar um fundo de resgate permanente para a zona do euro. Os líderes do continente também devem concordar com a inserção de uma regra de equilíbrio orçamentário nas constuições nacionais dos países do bloco.

Embora a confiança do mercado na zona do euro tenha melhorado recentemente, com o índice S&P 500 em alta de 4,7 por cento antes do começo dos negócios neste pregão, os investidores ainda veem a região com cautela, pois obstáculos para a resolução da crise de dívida podem reduzir o crescimento econômico internacional e erodir os lucros dos bancos.

A divulgação, na sexta-feira, de um Produto Interno Bruto (PIB) pior que o esperado dos EUA no quarto trimestre de 2011 destacou ainda mais essas ansiedades.

Já nesta segunda-feira, dados mostraram que o gasto do consumidor norte-americano ficou estagnado em dezembro, com as pessoas aproveitando o maior aumento de renda dos últimos nove meses para elevar suas poupanças. Isso pode abrir caminho para uma desaceleração da demanda no começo de 2012.

Às 13h45 (horário de Brasília), o índice Dow Jones, referência da bolsa de Nova York, caía 0,8 por cento, para 12.559 pontos. O índice Standard & Poor’s 500 recuava0,92 por cento, a 1.304 pontos.

O termômetro de tecnologia Nasdaq perdia 0,86 por cento, para 2.792 pontos.

As ações listadas nos EUA do Barclays caíam 5 po rcento, a 13,38 dólares, e os papéis do Deutsche Banktombavam 5,6 por cento, a 41,94 dólares.

(Por Ryan Vlastelica)

REUTERS MP HBB