Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

BOLSA EUA-Esperança com Europa levanta índices pelo 3o dia

Por Da Redação - 6 out 2011, 17h52

(Texto atualizado com mais informações após o fechamento oficial)

Por Rodrigo Campos

NOVA YORK, 6 de outubro (Reuters) – O mercado acionário norte-americano encerrou em alta pela terceira sessão seguida nesta quinta-feira, conforme os planos em evolução da zona do euro para proteger os bancos europeus deram a investidores esperança de que a ameaça de crise financeira diminuiu.

O índice Dow Jones, referência da bolsa de Nova York, avançou 1,68 por cento, para 11.123 pontos. O termômetro de tecnologia Nasdaq subiu 1,88 por cento, para 2.506 pontos. O índice Standard & Poor’s 500 teve valorização de 1,83 por cento, para 1.164 pontos.

Publicidade

Papéis do setor financeiro lideraram os ganhos de Wall Street, motivados pelos planos da União Europeia de recapitalizar seus bancos. O Banco Central Europeu afirmou estar pronto para comprar títulos de dívida a fim de fornecer capital barato de longo prazo para credores europeus que têm necessidade de financiamento.

O componente do setor financeiro do S&P teve alta de 3,2 por cento e acumulou valorização de 8,8 por cento nos últimos três dias, embora o setor permaneça um dos mais fracos no ano.

A turbulência que aflige a Europa foi o principal motivo por trás da onda de vendas que levou brevemente o S&P 500 para território considerado baixista na terça-feira. Desde que atingiu uma mínima em treze meses, próxima dos 1.075 pontos, o S&P 500 subiu 8,4 por cento.

“Estamos tendo um movimento de alta novamente, baseado na ideia de que eles (autoridades europeias) chegarão a um acordo e nos resgatarão, disse Doug Roberts, estrategista-chefe de investimentos da Channel Capital Research.

Publicidade

Ele disse que o mercado estava oscilando entre a euforia e o desespero com as notícias sobre a Europa. Isso se traduziu em mais volatilidade e na falta de direção generalizada do mercado.

Evidenciando a recente volatilidade, esta quinta-feira marcou o quinto dia seguido de oscilações acima de 1,7 por cento no S&P 500. Nesse período, o índice se valorizou apenas 0,39 por cento.

Publicidade