Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

BOLSA EUA-Ações defensivas disparam em dia de pouca variação

(Texto atualizado com informações após o fechamento)

Por Ryan Vlastelica

NOVA YORK, 12 Mar (Reuters) – Ações consideradas defensivas avançaram nesta segunda-feira de pouca variação na Bolsa de Valores de Nova York, com investidores fazendo uma pausa para digerir ganhos recentes enquanto aguardam a decisão do juro pelo Federal Reserve, banco central norte-americano, na terça-feira.

O índice industrial Dow Jones subiu 0,29 por cento, para 12.959 pontos. O Standard & Poor’s 500 teve oscilação positiva de 0,02 por cento, para 1.371 pontos. O termômetro de tecnologia Nasdaq caiu 0,16 por cento, para 2.983 pontos.

Investidores aguardarão atentamente a decisão do juro pelo Comitê de Mercado do Banco Central dos Estados Unidos para descobrir se o Fed atenderá às expectativas de mais relaxamento em sua política monetária, o que dificultaria a continuação do rali.

Os mercados se agitaram recentemente após o presidente do Fed, Ben Bernanke, não ter dado sinais fortes de mais estímulos em um pronunciamento ao Congresso.

Investidores foram surpreendidos quando a China registrou seu maior déficit comercial em pelo menos uma década.

“Não é surpreendente que nós nos consolidemos, dadas as indagações sobre a China e a quão longe chegou o mercado”, disse Jonathan Lewis, vice-presidente de investimentos do Samson Capital Advisors em Nova York. “Ativos de riscos são o ponto de equilíbrio de uma gangorra, com sinais de crescimento doméstico de um lado e os eventos internacionais no outro”.

Os setores de utilidade pública, de bens de consumoe de telecomunicações foram os três principais do dia, com o índice de utilidades do S&P avançando 1,1 por cento.

Na sexta-feira, o Constellation Energy Groupconcordou em pagar 235 milhões de dólares para resolver uma investigação de seu negócio de venda de energia em atacado, abrindo caminho para sua venda por 7,9 bilhões de dólares à rival Exelon.

A ação da Constellation subiu 3 por cento para 37,23 dólares enquanto o papel da Exelon teve valorização de 2,3 por cento para 39,81 dólares.

REUTERS BBF CB FC