Clique e assine com 88% de desconto

Bolsa encerra semana em queda; dólar atinge o maior valor em um mês

Dólar tem alta de 0,72% e chega a 3,78 reais na venda, o maior valor desde o dia 22 de janeiro

Por Clara Valdiviezo - 1 mar 2019, 19h02

O Ibovespa, principal índice da bolsa brasileira, fechou em baixa de 1,03% nesta sexta-feira, 1°, véspera de Carnaval. O pregão se encerrou aos 94.603,75 pontos puxado por falas do presidente Jair Bolsonaro e queda do Petróleo. A Bolsa encerra a semana com perda acumulada de 3,35%, a maior queda semanal desde o período que terminou em 10 de agosto de 2018, quando o índice caiu 6,04%.

O dólar também subiu nesta sexta-feira, chegando a 3,78 reais em seu valor de venda. A moeda norte-americana teve alta de 0,72%, e atingiu o maior valor de fechamento desde o dia 22 de janeiro, quando chegou a custar 3,81 reais. Na semana, o dólar avançou 1,05% frente ao real.

O petróleo fechou em baixa no mercado externo, o WTI caiu 2,5% e o Brent 2%, o que puxa os papéis da Petrobras que encerrou o pregão com queda expressiva de 1,3%. Movimento que mexe no valor do dólar, de acordo com o economista da Necton, André Perfeito. Ele afirma que quanto mais o valor do barril de petróleo cai, menos o Brasil vende do produto, o que diminui a entrada de moeda norte-americana no país, elevando assim seu valor.

Para o economista, os demais motivos da alta têm origem interna. Perfeito diz que, a fala do presidente Jair Bolsonaro, entregando a negociação da idade mínima feminina, “pegou muito mal” para o mercado, e que a queda contínua é reflexo de sua fala. Ele afirma que o mercado segue desconfortável.

Publicidade

A Vale também foi destaque negativo nesta sexta-feira, com queda de 0,76%, após a Bloomberg ter divulgado que o secretário de Mineração do Ministério de Minas e Energia, Alexandre Vidigal de Oliveira, disse ter solicitado uma investigação para saber se houve ação da empresa para dificultar a investigação ou fiscalização do governo em barragens.

(Com Reuters)

Publicidade