Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Bolsa de Tóquio perde 2%, com BoJ e fator Grécia

Por Da Redação - 23 maio 2012, 06h18

Tóquio – A Bolsa de Tóquio, no Japão, despencou ao seu menor nível em mais de quatro meses nesta quarta-feira. As renovadas preocupações sobre a possibilidade de a Grécia deixar a zona do euro e o fortalecimento do iene, após o Banco do Japão (BoJ) manter inalterada sua política monetária, desanimaram os investidores. As principais empresas tecnológicas, como TDK e Tokyo Electron, lideraram o declínio.

O Nikkei perdeu 172,69 pontos, ou 2%, e terminou aos 8.556,60 pontos, após alta de 1,1% na sessão de terça-feira – foi o pior fechamento desde 18 de janeiro. O volume de negociações aumentou para 1,9 bilhão de ações.

O índice abriu em forte queda com o fator grego e estendeu as perdas ao longo do dia, em meio à baixa em outros mercados asiáticos e a alta do iene sobre o dólar, após a decisão do BoJ.

“Ainda não está claro se a Grécia vai sair (da zona do euro), mas se ela sair de repente, os credores provavelmente sofrerão perdas”, disse Fumiyuki Nakanishi, gerente geral de investimento e pesquisa da SMBC Friend Securities.

Publicidade

Os participantes do mercado vão agora acompanhar de perto a reunião de cúpula da União Europeia, para ver se as possíveis medidas irão aliviar as preocupações, afirmou Hiroichi Nishi, gerente geral da divisão de ações da SMBC Nikko Securities. As informações são da Dow Jones.

Publicidade