Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Bolsa de Tóquio cai 2,9% com problemas da Europa

Por Da Redação 10 nov 2011, 06h37

Por Hélio Barboza

Tóquio – A Bolsa de Tóquio caiu fortemente com as preocupações sobre os problemas da dívida soberana europeia, que puxaram para baixo grandes exportadoras japonesas, como a Fanuc, e ações financeiras, como Dai-ichi Life Insurance. O índice Nikkei 225 perdeu 254,64 pontos, ou 2,9%, e fechou aos 8.500,90 pontos, o nível de fechamento mais baixo desde 5 de outubro.

A liquidação das ações em Tóquio veio depois que um aumento dos yields (retornos para o investidor) dos títulos da dívida pública italiana agitou os mercados dos EUA e da Europa. A Itália – terceira maior economia da zona do euro – é o último lugar em que as autoridades queriam ver o contágio da crise da dívida europeia, disse Hideyuki Ishiguro, supervisor de estratégia de investimentos na Okasan Securities. “Os líderes europeus deverão tomar alguma atitude porque não fazer nada pode levar a uma crise financeira e ao colapso do euro”, afirmou.

Os analistas observaram também que o aumento dos yields italianos veio em um momento sensível, já que ainda não foram definidos os detalhes da expansão da Linha de Estabilidade Financeira Europeia (EFSF, na sigla em inglês) – que pode ajudar países e instituições financeiras problemáticas. “Sabíamos que a Grécia conseguiria ajuda”, declarou Kenichi Hirano, diretor operacional da Tachibana Securities. “Mas quando se chega à Itália, as coisas não vão ser fáceis.” As informações são da Dow Jones

Continua após a publicidade
Publicidade