Clique e assine a partir de 9,90/mês

Bolsa de Tóquio cai 1,1% após Moody´s diminuir rating

Por Da Redação - 24 ago 2011, 07h11

Por Hélio Barboza

Tóquio – A Bolsa de Tóquio fechou em queda diante do rebaixamento, pela agência de classificação de risco Moody´s, do rating da dívida soberana do Japão – decisão que pesou sobre as ações dos principais bancos. Ao mesmo tempo, as ações das grandes exportadoras foram prejudicadas pela falta de repercussão no mercado das medidas anunciadas pelo Ministério das Finanças para conter a alta do iene. O índice Nikkei 225 baixou 93,40 pontos, ou 1,1%, e fechou aos 8.639,61 pontos.

A sessão começou com ganhos modestos, acompanhando o rali de ontem nas bolsas dos EUA, de maneira geral ignorando o rebaixamento de uma nota no rating atribuído pela Moody´s à dívida soberana do Japão, de Aa2 para Aa3. Porém, os principais bancos foram afetados pelo corte: como significativo detentor de títulos do governo japonês, o setor estava entre os de pior desempenho do pregão.

Mais tarde, a Moody´s também diminuiu seus ratings sobre os grandes bancos, citando a reduzida perspectiva de apoio do governo ao sistema bancário no caso de um cenário de estresse.

Continua após a publicidade

A sinalização de queda na Bolsa de Nova York nesta quarta-feira, dada pelo índice Dow Jones futuro, ajudou a empurrar o mercado para baixo. No meio do dia, uma entrevista coletiva concedida pelo ministro de Finanças, Yoshihiko Noda, para anunciar a criação de um fundo de US$ 100 bilhões e com isso enfrentar a alta do iene, pouco fez para aliviar os investidores. A perspectiva sombria para a economia dos EUA também se somou à incerteza. As informações são da Dow Jones

Publicidade