Clique e assine a partir de 9,90/mês

BMG espera fortalecimento da marca com parceria Itaú

Por Da Redação - 10 jul 2012, 10h19

Por Altamiro Silva Júnior

São Paulo – O banco BMG espera redução de custos operacionais, fortalecimento de sua marca e menor necessidade de captação de recursos no mercado após a parceria com o Itaú Unibanco anunciada na manhã desta terça-feira, destacou a instituição mineira em comunicado.

Pelo acordo, o Itaú se compromete a prover, por mês, até R$ 300 milhões ao banco mineiro, pelo prazo de cinco anos. “O Itaú financiará parte substancial das necessidades de captação de recursos do BMG, a custos mais adequados à sua operação de crédito consignado” destacou o comunicado. O BMG é muito dependente de cessão de carteiras de empréstimos para captar recursos, mercado que está parado desde a descoberta do rombo do Panamericano, no final de 2010.

O banco mineiro ressaltou ainda que a joint venture vai permitir uma melhora nos índices de alavancagem do BMG, com consequente liberação de capital requerido (Índice de Basilea). A razão é que aproximadamente 70% das contratações de consignado serão realizadas pela nova empresa.

Continua após a publicidade

Outra vantagem da parceria, segundo o comunicado, será uma “redução substancial dos custos operacionais do BMG”. Essa queda vai ocorrer porque as despesas com correspondentes bancários, um dos principais custos para se ofertar crédito consignado, serão arcadas, proporcionalmente, pela joint venture.

Por fim, o banco mineiro destacou que sua marca vai ficar fortalecida, “já que parte importante do seu negócio de crédito consignado passará a ser realizado em associação com o Itaú Unibanco, maior banco privado da América Latina”.

Publicidade