Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

BM&FBovespa sobe ao maior nível em 1 mês

Índice Ibovespa fecha com mais de 50 mil pontos e dólar vai a 2,28 reais

Por Da Redação 12 ago 2013, 18h43

A BM&FBovespa operou em alta ao longo do pregão desta segunda-feira, acumulando alta de 3%, aos 51 mil pontos, ainda no período da manhã. Mais tarde, declarações do diretor Financeiro da Petrobras, Almir Barbassa, e do diretor de Política Econômica do Banco Central (BC), Carlos Hamilton, esfriaram o mercado de ações. O Ibovespa terminou com valorização de 0,85%, aos 50.299 pontos, maior nível desde 13 de junho, com 50.414,89 pontos. Na mínima, registrou 49.878 pontos (+0,01%) e, na máxima, 51.380 pontos (+3,02%). No mês, acumula ganho de 4,28% e, no ano, perda de 17,48%. O giro financeiro totalizou 8,678 bilhões de reais.

Leia ainda: Bovespa sobe 3,12% e tem maior alta desde março

Os investidores começaram o dia repercutindo o noticiário da China e tendo em mãos o balanço da Petrobras. No caso do gigante asiático, saiu em um jornal de Hong Kong que Pequim está oferecendo estímulos financeiros para governos regionais de importantes cidades e províncias com o objetivo de manter o crescimento das economias locais. Isso favorece as empresas exportadoras de commodities, caso de muitas brasileiras, como a Vale. O grande destaque foi a Petrobras, cujas ações abriram com forte alta e repercutiram o lucro líquido de 6,201 bilhões de reais no segundo trimestre, revertendo o prejuízo apurado no mesmo período do ano anterior.

O diretor financeiro da estatal, Almir Barbassa, declarou que não há mudança na política de dividendos, uma grande expectativa do mercado. Ao falar sobre o endividamento da estatal, Barbassa desapontou o mercado e as ações passaram a cair.

O dólar foi negociado com pouca volatilidade e subiu 0,52% nesta segunda, fechando cotado a 2,284 reais para compra e a 2,286 para venda.

Continua após a publicidade

Bolsas americanas – Nos EUA, o Dow Jones teve ligeira baixa de 0,04%, aos 15.419,68 pontos, o S&P recuou 0,12%, para 1.689,47 pontos, e o Nasdaq teve pequena alta, de 0,27%, aos 3.669,95 pontos. O dia foi marcado por uma agenda vazia e um baixo volume de negociação. Além disso, o crescimento decepcionante do Japão e a forte performance das ações do setor de tecnologia tiveram um impacto positivo no cenário norte-americano.

Leia também:

Ibovespa sobe e volta aos 50 mil pontos

Dólar cai nesta sexta-feira com intervenção do BC

(com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade
Publicidade