Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Bloco da Repsol em Campos tem equivalente a 1,2 bi de barris de petróleo

Por Da Redação 24 Maio 2012, 08h44

Madri, 24 mai (EFE).- O grupo petroleiro espanhol Repsol cifrou nesta quinta-feira os recursos do bloco BM-C-33, na Bacia de Campos, em mais de 700 milhões de barris de óleo leve e três trilhões de pés cúbicos de gás, equivalentes a 545 milhões de barris de petróleo.

Segundo a Repsol informou nesta quinta-feira à Comissão Nacional da Bolsa de Valores da Espanha (CNMV), estes números confirmam o ‘grande potencial’ deste bloco petrolífero, situado na região do pré-sal no litoral do estado do Rio de Janeiro.

O último poço, perfurado com uma lâmina de água de aproximadamente 2.800 metros e a 195 quilômetros do litoral, tem uma coluna de hidrocarbonetos de 500 metros.

A Repsol Sinopec Brasil opera estas concessões com 35% de participação e conta com a Statoil (35%) e a Petrobras (30%) como parceiros.

O consórcio prepara agora um plano de avaliação para apresentar a Agência Nacional de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANP).

A Repsol ressalta em seu comunicado que o leito marinho do Brasil ‘é uma das áreas com maior crescimento em reservas de hidrocarbonetos do mundo’.

A companhia petrolífera destaca ainda que sua atividade exploratória nos últimos anos lhe permitiu situar sua taxa de reposição de reservas, a proporção de barris encontrados frente aos barris produzidos, em 131% em 2010 e em 162% em 2011.

A Repsol Sinopec Brasil foi criada no final de 2010 pela empresa espanhola (60%) e pela petrolífera chinesa Sinopec (40%) para colaborar em projetos de prospecção e produção no país, onde suas reservas comprovadas ascendem a 35,6 milhões de barris equivalentes de petróleo.

No Brasil, a aliança tem um campo já em produção (Albacora Leste), dois em desenvolvimento (Sapinhoá e Piracucá), um bloco em avaliação (BM-S-9: Carioca) e 12 blocos exploratórios, dos quais opera cinco. EFE

Continua após a publicidade
Publicidade