Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Black Fraude: propaganda enganosa lidera reclamações do Procon

Em segundo lugar nas queixas dos consumidores (com 19,46%) aparece o pedido de cancelamento da compra pela empresa logo após a finalização da operação

Por Giovanna Balogh
Atualizado em 23 nov 2018, 18h35 - Publicado em 23 nov 2018, 12h14

A Fundação Procon divulgou nesta sexta-feira, 23, um balanço parcial das principais queixas realizadas por consumidores durante a Black Friday. A maioria das reclamações (34,23%) é em relação à propaganda enganosa, ou seja, quando o desconto anunciado sobre o produto não corresponde à realidade.

Muitos consumidores relatam ter pesquisado antes o valor dos produtos e, durante a Black Friday, as empresas colocam um valor maior para então oferecer o falso desconto. A apelidada “Black Fraude” já é conhecida pelos consumidores brasileiros.

Em segundo lugar nas queixas dos consumidores (com 19,46%) aparece o pedido de cancelamento da compra pela empresa logo após a finalização da compra. A terceira maior reclamação (18,12%) é sobre a mudança do preço final na hora de concluir a compra. Também foram registrados problemas com sites fora do ar ou que oscilam durante o seu funcionamento.

Continua após a publicidade

EMPRESAS COM MAIS RECLAMAÇÕES

As empresas Casas Bahia, Extra e Ponto Frio aparecem no topo da lista com mais queixas (20,13% ao todo). Em seguida, estão Americanas, Submarino, Shoptime e Sou Barato com 10,07% das queixas. A Dell, Magazine Luiza e Carrefour também foram citadas pelos consumidores.

O Carrefour informou que reforçou sua operação e atendimento aos clientes durante essa Black Friday. “Reforça ainda seu compromisso com o comprimento das condições ofertadas, respeitando sempre a legislação e o Código de Defesa do Consumidor.”

Continua após a publicidade

A Via Varejo, empresa responsável pelas Casas Bahia, Pontofrio e Extra.com informa que as demandas recebidas pelos canais de atendimento estão sendo prontamente endereçadas e tratadas. “Com relação às manifestações de Procon, assim que recebermos esses registros seguiremos com o esclarecimento e tratativa imediata junto aos clientes e à Fundação.”

A Dell informa que ‘preza pela transparência e a ética no relacionamento com os seus clientes e que tem tratado de todas as dúvidas e reclamações individualmente’. “A empresa até ampliou a equipe de Suporte ao Cliente e o horário de atendimento durante a semana de Black Friday.”

Procuradas por VEJA, as demais empresas não se manifestaram até a publicação desta reportagem.

Continua após a publicidade

Qualquer consumidor que se sentir lesado pode procurar o Procon e registrar sua queixa pelo site https://sistemas.procon.sp.gov.br/atendweb/ . Até as 10h, o Procon havia recebido 149 reclamações e feito 125 orientações e consultas por meio do telefone 151 ou pelas redes sociais do Procon.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.