Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Bettina reaparece, se desculpa, mas ainda vende ‘galinha de ovos de ouro’

Jovem funcionária que viralizou nas redes sociais dizendo ter ficado milionária em três anos ao investir R$ 1.520 volta em novo anúncio da Empiricus

Por Larissa Quintino Atualizado em 1 out 2019, 17h52 - Publicado em 1 out 2019, 17h24

A jovem Bettina Rudolph, de 22 anos, funcionária da Empiricus, que viralizou ao estrear uma campanha publicitária em março quando disse ter investido e transformado 1.520 reais em mais de 1 milhão de reais em três anos, está em uma nova propaganda da empresa. E dessa vez começa pedindo desculpas sobre o primeiro vídeo. Porém, a nova campanha continua a tentar captar clientes para a empresa, vendendo produtos para operar no mercado de capitais e prometendo ganhos de forma fácil.  

Na campanha, lançada no site da empresa, ela afirma, no início, que precisava ter ficado mais claro que houve mais aportes durante os três anos para que ela atingisse o capital de 1 milhão de reais. “Ainda que eu tenha começado com pouco mais de 1.000 reais – como de fato aconteceu –, e que eu tenha atingido mais de 1 milhão reais em três anos – o que também aconteceu –, não foi um único investimento de 1.000 reais o responsável por toda a evolução do meu patrimônio”, afirmou ela.

No vídeo veiculado no YouTube, a funcionária da empresa questiona quem fez piada ou comentários sobre o anúncio mas não começou a investir, dizendo que, se houvesse “clique” no anúncio, a vida financeira do espectador estaria melhor, pois teria conseguido aproveitar a alta da bolsa. Ela afirma que o vídeo anterior oferecia um curso grátis.

Bettina afirma que a empresa e ela não “encheram o bolso” com a campanha original, mas continua vendendo os serviços da empresa no fim do anúncio, este, um vídeo de 26 minutos no site da empresa: um pacote que custa 12 parcelas de 9,90 reais com uma série de vídeos, indicações de ações e tutoriais. Bettina diz durante a campanha que a empresa está oferecendo gratuitamente um tutorial, guia para montar portfólio de ações e uma carteira de investimentos em renda fixa.

Nós vamos traçar juntos um plano prático, com o objetivo de você ganhar dinheiro de fato, desde o primeiro momento em que ele for aplicado. Então, além de dar o passo a passo com você e te ensinar a pescar, a gente vai te entregar os melhores peixes de mão beijada. (…) O Felipe (Miranda, o fundador da Empiricus) gravou um vídeo para a gente, para te revelar os nomes (das ações) da lista. E explicar as razões para serem elas as nossas ‘galinhas dos ovos de ouro'”, promete Bettina, no novo vídeo.

Fundada há dez anos por Felipe Miranda e três amigos, a Empiricus nasceu oficialmente como uma casa de análise de investimentos. Em 2017, por causa de propagandas enganosas, Miranda mais dois de seus principais analistas foram suspensos pela Apimec, entidade que autorregula o trabalho de analistas e profissionais de investimento. O fundador mudou o objeto social da companhia e ela passou a ser uma “empresa de comunicação”, que produz conteúdo de orientação em investimentos para 360.000 assinantes.

Com a alteração, a empresa entrou com uma liminar para dar baixa em seu registro na CVM — e assim ficar livre da fiscalização do órgão. A medida, considerada uma manobra para burlar a fiscalização, foi derrubada nos tribunais em dezembro de 2018, mas ainda não há decisão final. Enquanto o caso não se encerra, a CVM aguarda para tomar qualquer atitude, pois, afinal, a Empiricus se desfiliou de seus quadros. O Conar, que regulamenta a atividade publicitária, não instalou processo contra o anúncio.

O Procon-SP chegou a multar a Empiricus em 58 mil reais por publicidade enganosa ao divulgar nas redes sociais o vídeo de Bettina, que teria acumulado patrimônio de mais de 1 milhão de reais em apenas três anos, investindo em ações. O órgão considerou que a publicidade está disfarçada de depoimento espontâneo, sem apresentar os dizeres “informe publicitário”, levando o consumidor a pensar erroneamente que se trata de uma história de sucesso de quem aplicou na bolsa, e não de uma propaganda.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)