Clique e assine a partir de 9,90/mês

BCE contrata 40 pessoas para ajudar no excesso de trabalho gerado pela crise do euro

Contudo, sindicato pode não aceitar número e dizer que é insuficiente para excesso de trabalho da instituição

Por Da Redação - 21 ago 2012, 11h09

O Banco Central Europeu (BCE) anunciou nesta terça-feira a contratação de 40 pessoas para ajudar no excesso de trabalho gerado pela crise de dívida da região. Teme-se que o sindicato da instituição ainda considere o número insuficiente devido ao montante de atividades.

Leia mais:

Alemães querem peso maior em decisões do BCE

Bancos espanhóis pedem mais de € 400 bi ao BCE

Continua após a publicidade

Grécia afirma que pagará € 3,2 bilhões ao BCE

O sindicato IPSO, o único reconhecido no BCE e que representa mais de 40% dos 2.600 trabalhadores da instituição (1.200 empregados fixos), reclama há vários meses das condições e do excesso de trabalho. O presidente do BCE, Mario Draghi, reconheceu a existência de casos de esgotamento e prometeu uma resposta.

(Com agência France-Presse)

Publicidade