Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

BC torna mais difícil apostar na queda do dólar

Bancos serão obrigados a recolher 60% da "posição de câmbio vendida" que exceder 1 bilhão de dólares ou o patrimônio de referência

Por Da Redação 8 jul 2011, 21h36

O Banco Central (BC) publicou nesta quinta-feira a circular de nº 3.548 que reforça uma medida anunciada em janeiro que tinha como objetivo frear a desvalorização da moeda norte-americana em relação ao real.

A nova regra determina que os bancos recolham junto ao BC, sob a forma de depósito compulsório, 60% da “posição de câmbio vendida” – o estoque das operações que “apostam” na queda do dólar – que exceder 1 bilhão de dólares ou o patrimônio de referência de nível I (PR1).

Rigor – A medida desta sexta-feira é mais restritiva, pois a circular editada no início do ano, de nº 3.520, obrigava o recolhimento compulsório apenas sobre as operações “vendidas” que somassem mais de 3 bilhões de dólares. Ao reduzir o patamar a partir do qual o compulsório passa a valer, a nova regra consegue abranger maior número de transações.

O recolhimento será feito com base no cálculo da média dos últimos cinco dias. Esse depósito compulsório será recolhido em espécie e não será remunerado. Os bancos terão cinco dias para se adequar à nova regra.

Em termos práticos, o BC torna ainda mais difícil a realização de operações em que as instituições financeiras apostem na valorização do real ante o dólar. Esse fator especulativo é classificado pelos analistas do mercado como um dos elementos que têm contribuído para a queda da moeda americana.

O Banco Central acrescenta que a medida visa melhorar o funcionamento do mercado de câmbio e reduzir as posições vendidas do sistema – que em junho de 2011 alcançaram o valor de 14,7 bilhões de dólares.

Continua após a publicidade
Publicidade