Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

BC prevê para 2014 o maior rombo externo em 13 anos

O Banco Central elevou a projeção de déficit nas transações correntes de 2014 de 80 bilhões de dólares para 86,2 bilhões de dólares, o equivalente a 3,94% do PIB

Por Da Redação 19 dez 2014, 19h13

O Banco Central elevou a projeção de déficit nas transações correntes de 2014 de 80 bilhões de dólares para 86,2 bilhões de dólares, o equivalente a 3,94% do Produto Interno Bruto (PIB). Trata-se do maior déficit em treze anos, segundo a série histórica. No último relatório de mercado Focus, a mediana das previsões do mercado para este indicador estava em deficitário em 85 bilhões de dólares. Para 2015, a autoridade monetária projeta déficit de 83,5 bilhões de dólares, equivalente a 3,80% do PIB – no boletim Focus a projeção é menor, de 77,79 bilhões de dólares.

A autoridade monetária, no entanto, reduziu a expectativa de saldo na balança comercial deste ano de superávit de 3 bilhões de dólares para déficit de 2,5 bilhões de dólares – a previsão, no Focus, é de déficit de 1,6 bilhão de dólares. O BC também diminuiu a previsão de exportações de 240 bilhões de dólares para 227,5 bilhões de dólares e a estimativa de importações de 237 bilhões de dólares para 230 bilhões de dólares. Para 2015, a previsão para as vendas externas é de 234 bilhões de dólares e, para as importações, de 228 bilhões de dólares.

Leia também:

Brasil tem déficit recorde em conta corrente em novembro

Rublo se recupera após fala de ministro das Finanças

Com a alta do dólar no ano, o BC passou a prever um arrefecimento dos gastos com viagens internacionais, a estimativa para este ano recuou de 18,5 bilhões de dólares para 18,3 bilhões de dólares. A previsão de despesas com juros se manteve estável em 14,5 bilhões de dólares, enquanto a estimativa de remessas de lucros e dividendos para o exterior subiu de 25 bilhões de dólares para 26,5 bilhões de dólares.

Dívida externa – O BC estima dívida externa em novembro de 345,457 bilhões de dólares. Em março de 2014, último dado verificado, a dívida estava em 320,167 bilhões de dólares. No fim de 2013, estava em 308,625 bilhões de dólares. A dívida externa de longo prazo atingiu 292,841 bilhões de dólares em novembro, enquanto o estoque de curto prazo estava em 52,616 bilhões de dólares no fim do mês passado, segundo estimativas do BC, que excluem os empréstimos intercompanhia.

Ações – Segundo o BC, que o investimento estrangeiro em ações brasileiras registrou um saldo negativo de 319 milhões de dólares em novembro. No mesmo período do ano passado, essa conta estava positiva em 881 bilhões de dólares. No acumulado deste ano até novembro, o saldo está em 12,147 bilhões de dólares, maior do que o total de 10,731 bilhões de dólares visto em igual período do ano passado.

(Com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade

Publicidade