Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

BC chinês injeta US$14 bilhões na economia

Esta foi a maior injeção diária de fundos em sete meses. Medida visa aliviar temores de um aperto de crédito no final do trimestre

Por Da Redação 24 set 2013, 11h02

O banco central da China realizou sua maior injeção diária de fundos em sete meses nesta terça-feira, aliviando os temores de um aperto de crédito no final do trimestre como o que afetou os mercados globais no final de junho.

O BC chinês injetou 88 bilhões de iuanes (14,4 bilhões de dólares) nos mercados com operações de recompra de títulos públicos. “A ação do banco central acalmou o humor das pessoas. O mercado melhorou em comparação com ontem”, disse uma fonte do mercado financeiro em Xangai.

Leia mais:

Produção industrial da China sobe 10,4% em agosto

​Número de bilionários na China cresce 392% em um ano

A taxa de juros que os bancos cobram um do outro por empréstimos caiu, atingindo 3,64% em uma média ponderada, ante 3,87% no fechamento de segunda-feira.

Os bancos chineses tipicamente acumulam dinheiro perto do final do trimestre para cumprir medidas regulatórias e financiar pagamentos de produtos relacionados à administração de riqueza. Isso contribuiu para uma alta nos juros no final de junho, quando a taxa referencial de sete dias atingiu 30% para alguns negócios.

(com agência Reuters)

Continua após a publicidade
Publicidade