Veja Digital - Plano para Democracia: R$ 1,00/mês

BC ainda não sabe como irá liberar dinheiro esquecido para herdeiros

Plataforma para sacar exige login em sistema de governo que utiliza reconhecimento facial; autoridade monetária estuda formas para saque de dependentes

Por Larissa Quintino Atualizado em 15 fev 2022, 16h58 - Publicado em 15 fev 2022, 12h03

O sistema de consultas aberto esta semana pelo Banco Central para verificar se há dinheiro esquecido em bancos tem um primeiro acesso simples, necessitando apenas de CPF ou CNPJ e a data de nascimento. Assim, herdeiros conseguem consultar se há valores a receber com o CPF do correntista morto. Porém, para a etapa seguinte, de visualização de valores e saques, a autoridade monetária ainda não sabe como fará para distribuir o dinheiro para viúvos e órfãos.

“O Banco Central divulgará, em breve, os procedimentos para consulta de Valores a Receber por terceiros legalmente autorizados”, respondeu o BC a VEJA. O acesso à fase de saques será liberado a partir de março, prazo em que o BC deve esclarecer as formas que procuradores, tutores, herdeiros, inventariantes ou responsáveis por menor não emancipado possam solicitar os recursos.

A plataforma de valores a receber, após a consulta simples, marca uma data e horário para que a pessoa volte no site e faça o resgate e vincula isso a um login do gov.br, o site de serviços do governo federal, em nome do titular da conta. A solicitação do dinheiro só pode ser mediante a contas que tenham nível prata e ouro, concedido pelo governo após reconhecimento facial e cruzamento com outras bases de dados, como o TSE e o Denatran.

Ao todo, o BC disponibiliza 8 bilhões de reais esquecidos em contas, que devem beneficiar 28 milhões de pessoas e empresas. Em março, 4 bilhões de reais poderão ser resgatados. A partir de maio, mais 4 bilhões de reais ficarão disponíveis para consulta e ressarcimento.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)