Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

BB deve garantir quase metade da meta fiscal de 2014

Tesouro espera ganhar R$ 4,5 bilhões com o pagamento de Imposto de Renda (IR) na operação entre BB e Cielo

O Banco do Brasil (BB) deve responder por quase 50% do superávit primário previsto para 2014. Segundo fontes ouvidas pelo jornal Valor Econômico, o Tesouro espera ganhar 4,5 bilhões de reais com o pagamento de Imposto de Renda (IR) na operação entre BB e Cielo, que se associaram para formar uma nova empresa no setor de cartões no mês passado. O ganho previsto representa 45% da economia prevista de 10 bilhões de reais, conforme o último relatório de receitas e despesas.

Leia mais:

Congresso aceita chantagem e libera manobra fiscal

Cochilo, biscoito e colo: uma noite no Congresso

Esta receita extraordinária não está explicitamente contabilizada no decreto de gastos preparado pelo governo, mas, segundo a reportagem, faz parte da programação de caixa do Tesouro para fechar as contas do ano. O recolhimento do IR será resultado do pagamento de mais de 8 bilhões de reais que a Cielo fará ao banco estatal.

Apesar do aparente otimismo do governo, autoridades que acompanharam a negociação argumento que os pagamentos de IR só ocorrerão se o negócio for aprovado pelo Banco Central (BC) e pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). Assim, se a análise não for concluída este ano, os recursos só entrarão no caixa da União em 2015.