Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Barril do Texas fecha em queda de 1,4%

Nova York, 14 mai (EFE).- O Petróleo Intermediário do Texas (WTI, leve) para entrega em junho fechou nesta segunda-feira em baixa de 1,4%, cotado a US$ 94,78 por barril, em meio à incerteza política na Grécia e aos temores sobre uma cada vez mais evidente desaceleração da economia chinesa.

Ao término do pregão na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex), os contratos de futuros do WTI caíram US$ 1,35 em relação ao preço de fechamento de sexta-feira.

O barril do Texas se viu arrastado ao nível mais baixo desde 19 de dezembro, quando fechou o pregão cotado a US$ 93,88.

O temor a uma eventual saída da Grécia da zona do euro e o arrefecimento da economia chinesa, o maior consumidor energético do mundo junto com os Estados Unidos, foram dois dos fatores que mais influenciaram na negociação do preço do barril do Texas.

A crucial reunião mantida hoje entre o presidente da Grécia, Karolos Papoulias, e os líderes de três partidos políticos será retomada amanhã para tentar fechar um acordo e formar um governo.

Por outro lado, o possível rebaixamento da qualificação da dívida soberana chinesa anunciado pela agência de medição de risco Fitch foi outro elemento determinante para a queda do preço do petróleo.

Os contratos de gasolina com vencimento em junho caíram US$ 0,04 e fecharam cotados a US$ 2,96 por galão (3,78 litros), enquanto os de gasóleo para calefação para entrega no mesmo mês recuaram outros US$ 0,04 e terminaram valendo US$ 2,92 por galão.

Já os contratos de gás natural com vencimento em junho caíra, US$ 0,07 e encerraram negociados a US$ 2,43 por cada mil pés cúbicos. EFE

elr/rsd