Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Barril do Texas fecha abaixo dos US$ 90 pela 1ª vez em 6 meses

Por Da Redação - 23 maio 2012, 16h47

Nova York, 23 mai (EFE).- O Petróleo Intermediário do Texas (WTI, leve) para entrega em julho fechou nesta quarta-feira em baixa de 2,1%, cotado a US$ 89,9 por barril, abaixo dos US$ 90 pela primeira vez em mais de seis meses, devido ao aumento das reservas de petróleo nos Estados Unidos na semana passada até seu nível mais alto desde 1990.

Ao término do pregão na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex), os contratos de futuros do WTI caíram US$ 1,95 em relação ao preço de fechamento de terça-feira.

As quase ininterruptas quedas do preço do petróleo do Texas em maio – registrou alta em apenas três sessões por enquanto -, fizeram com que os contratos da matéria-prima acumulassem uma notável queda de 14% no mês.

O retrocesso desta quarta-feira aconteceu depois que o Departamento de Energia dos EUA anunciou que os estoques de petróleo do país aumentaram em 900 mil barris na semana passada e ficaram em 382,5 milhões, o nível mais alto em 22 anos.

Publicidade

A essa notícia se uniram os renovados temores sobre uma possível saída da Grécia da zona do euro.

Os contratos de gasolina com vencimento em junho caíram US$ 0,06 e ficaram nos US$ 2,87 por galão (3,78 litros), enquanto os contratos de gasóleo para calefação para entrega no mesmo mês perderam US$ 0,05, valendo US$ 2,81 por galão.

Já os contratos de gás natural com vencimento em junho subiram US$ 0,13 e terminaram o dia em US$ 2,73 por cada mil pés cúbicos. EFE

tme/rsd

Publicidade